Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 27 de maio de 2017

Carro elétrico na Europa será em conta do que modelos a gasolina

A partir de 2025 comprar um carro elétrico será mais barato do que um carro a combustível na Europa e nos Estados Unidos. Isto será possível, sobretudo, graças à redução do custo das baterias, de acordo com a previsão da Bloomberg New Energy Finance noticiada esta sexta-feira. “Comprar estas coisas será mais barato e as pessoas vão começar a aperceber-se mais de que da aproximação da paridade de preços. Depois disso, será ainda mais atrativo comprar estes veículos”, refere o analista Colin McKerracher, citado pela Bloomberg.

O preço das baterias deverá cair 77% até 2030, segundo este estudo. Em 2016, um carro elétrico custava, em média, perto de 45 mil dólares (40 mil euros). Em 2030, comprar um veículo deste gênero custará praticamente metade (25 mil dólares). Na mesma altura, um carro movido a combustível deverá custar 30 mil dólares.

A contribuir para a redução do custo das baterias está o desenvolvimento da tecnologia, que ficará mais barato, e o aumento da produção, que deverá levar a um aumento da extração de lítio. Aqui, Portugal pode ter um papel muito importante, porque está entre os países com maiores reservas deste metal, o que está a despertar o interesse dos investidores internacionais, com 30 pedidos de prospecção e pesquisa, adiantaram o jornal Público e a Lusa na terça-feira. 
O lítio servirá para, por exemplo, abastecer a fábrica de baterias da Daimler, dona da Mercedes, que vai investir 500 milhões de euros nesta infraestrutura. A Renault, que tem já tem à venda o carro elétrico Zoe, diz que ter um automóvel elétrico custará praticamente o mesmo do que um veículo a combustível no início da década de 2020. A marca francesa conta ainda com mais restrições dos governos em relação às emissões nas cidades.
 
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemCarro elétrico na Europa será em conta do que modelos a gasolina

Publicado no Verdesobrerodas



Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário