Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Elétrico Bolt entra em produção e vendas devem iniciar este ano

O Chevrolet Bolt foi apresentado no começo do ano, mas só nos últimos dias a montadora começou a fabricar as primeiras unidades do compacto elétrico. As vendas devem começar ainda este ano, conforme prometido meses atrás. Com a proximidade do lançamento oficial para o público, enfim sabemos mais detalhes do carro que tem a missão de popularizar os carros elétricos nos Estados Unidos. Será que ele é tudo isso?

Apesar de ser considerado um modelo acessível nos Estados Unidos, por aqui ele chegaria com preço de carro de luxo. A versão inicial LT partirá de US$ 37.495, o equivalente a mais de R$ 125 mil, considerando a cotação atual do dólar. A configuração mais completa ainda não teve o preço divulgado. Potente, o motor gera 202 cv e 36,7 kgfm, o suficiente para levar o carro a 100 km/h em menos de 7 segundos, conforme a empresa.

O que sabemos por enquanto é que a básica terá tela multimídia de 10,2 polegadas sensível ao toque com Apple CarPlay e Android Auto e câmera de ré. O computador de bordo tem outra tela colorida de 8 polegadas. Já a versão topo ganha câmeras 360 graus, volante revestido de couro e com aquecimento a uma câmera de ré mais moderna. Quando o motorista começa a manobrar o carro, as imagens da câmera ocupam todo o retrovisor interno. Assim, o motorista consegue ver tudo o que está atrás do carro, mesmo que passageiros altos estejam no banco de trás. Veja um exemplo na imagem abaixo.

Pena é que os sistemas de segurança, como até 10 airbags, alerta de acidente para autoridades, detecção de pedestres, frenagem automática, alerta de colisão frontal, monitoramento de ponto cego e de tráfego cruzado, serão opcionais ou restritos à versão mais cara.
A Chevrolet promete que o Bolt terá ótimo espaço interno, apesar de ser compacto. Os bancos traseiros podem ser rebatidos, possibilitando carregar até 1.600 litros de carga. Para se ter uma ideia, a minivan Kia Grand Carnival é o carro com maior porta-malas do Brasil e leva até 960 litros. Além disso, a bateria fica posicionada abaixo do banco traseiro, o que permitiu que a Chevrolet eliminasse o duto central. Com assoalho plano, a marca promete que três adultos viajam com conforto no banco de trás.

Quando o assunto é alcance com uma carga de bateria, o Bolt pode não surpreender, mas a montadora garante que os motoristas não terão problemas no dia a dia. Isso porque depois de passar pouco mais de nove horas em uma tomada convencional, o compacto consegue rodar 383 km até precisar ser recarregado. As pesquisas da Chevrolet apontam que seus motoristas dirigem bem menos, em média 64 km por dia. Com apenas uma hora na tomada, o Bolt já é capaz de percorrer 40 km e estações públicas de recarga serão mais potentes e darão 114 km de autonomia em meia hora.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Elétrico Bolt entra em produção e vendas devem iniciar este ano

Publicado no Verdesobrerodas

Por AUTOESPORTE conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário