Ajude a mitigar as alteraçōes climáticas divulgando a mobilidade elétrica. Compartilhe as notícias em sua rede de relacionamentos.

terça-feira, 12 de maio de 2020

Daimler e Volvo focam caminhões a células de combustível

A aliança da Volvo com a Daimler em uma grande jogada de dois dos maiores fabricantes de veículos comerciais do mundo, com considerável experiência em engenharia que seguiram caminhos um pouco diferentes.

A Daimler persegue o hidrogênio há duas décadas, embora principalmente através de seus veículos de passageiros. Mas com a mudança do paradigma do hidrogênio, a Daimler planeja abandonar seus esforços em veículos de células de combustível de passageiros e concentrar esforços em caminhões de células de combustível em joint venture com a Volvo

Ultimamente, a Volvo se concentrou mais na energia da bateria para eletrificar caminhões, mas também tem uma longa experiência com hidrogênio. Recentemente, passei mais de sete meses em Gotemburgo, na Suécia, onde tive a oportunidade de interagir com a equipe técnica da Volvo. Com base nessa experiência, há boas razões para otimismo sobre seu novo projeto.

No ano passado, a Volvo iniciou os testes de seu projeto de caminhão elétrico com bateria LIGHTS na Califórnia, mas isso é puramente um empreendimento norte-americano separado dos esforços na Suécia. De volta ao seu mercado doméstico, a Volvo opera uma série de ônibus elétricos a bateria para obter experiência em primeira mão com o transporte elétrico pesado, o que será útil porque o hidrogênio desempenha um papel maior na Europa.

Já nesse mercado, a Scania, fabricante rival de caminhões, de propriedade da Volkswagen, desenvolveu um caminhão de lixo com células de combustível com ajuda financeira da Empresa Comum Células de Combustível e Hidrogênio da UE e recentemente entregou um caminhão de células de combustível na Noruega para operações na cadeia de supermercados.

Em minhas interações com a Volvo, eu os incentivei a pular no vagão para desenvolver caminhões de células de combustível, porque os sistemas de células de combustível são mais leves e reabastecem mais rápido que as baterias, entre muitos outros benefícios.

Também discutimos extensivamente as necessidades de infraestrutura de hidrogênio e todos os desafios envolvidos. Quando as discussões com a equipe técnica da Volvo ficaram mais detalhadas, parece que os preparativos para a joint venture com a Daimler já estavam em andamento.

Embora o projeto com a Daimler seja uma mudança para a Volvo, não é tarde para a atual onda de hidrogênio. Certamente, os anúncios de caminhões com células de combustível estão circulando, mas a tecnologia para a melhor solução comercial ainda não chegou. 

Nenhuma empresa resolveu 100%, porque isso não é fácil. Os fabricantes de caminhões podem aprender com a experiência dos carros de passeio a hidrogênio, mas esse é um jogo totalmente diferente, com seu próprio conjunto de desafios que podem ser discutidos separadamente. A Volvo não é nova no mundo das células de combustível, algo que permaneceu velado mesmo durante os holofotes de seu projeto com a Daimler.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemDaimler e Volvo focam caminhões a células de combustível

Publicado no Verdesobrerodas



Por Brasil do Trecho conteúdo

Um comentário:

  1. Conteúdo de qualidade, excelente para complementar as informações itens da Planetcar Multimarcas, super dicas mesmo demais!

    ResponderExcluir