Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 1 de dezembro de 2019

Mais dois novos modelos elétricos a encantar o mercado


Apresentadas recentemente no Salão de Milão, ambas chegarão às lojas europeias no primeiro trimestre de 2020.

A The Edge é uma moto esportiva no estilo Café Racer, baseada na Zero Motorcycles SR/F, e conta com três diferenças importantes: o farol dianteiro, na lateral e na parte traseira.

No design é possível perceber como minimalista é, somente com o essencial. O resultado foi uma moto mais leve que a própria SR/F, além de misturar o clássico com o moderno. Os guidões são como nas superbikes assim como os assentos costurados a mão, Freios “margarida” e suspensão com reservatório de ar “AirTender”, completam as alterações técnicas em relação a versão SR/F.

Na frente o farol é completo de LED, com apenas 7 cm de diâmetro é composto por secções em um único farol: lanterna, farol baixo e farol alto. A pintura, é reforçada com a LineX, uma tinta extremamente resistente, anteriormente uma patente militar, que torna as peças resistentes a arranhões.

Devido à ausência de som das motos elétricas, em conjunto com especialistas em sistemas de áudio e programadores trabalharam num aplicativo e hardware dedicados para atender a essa necessidade. 

O E-Racer Audio-Forceback - E-RAF - estará disponível nos dois modelos. O Audio-Forceback (E-RAF) é composto por um hardware integrado controlado por um aplicativo para produzir ondas sonoras de altas e baixas frequências com uma função dupla.

A primeira função é avisar pedestres e outros usuários da estrada da presença do veículo elétrico. Como as frequências baixas são facilmente audíveis à distância, os agudos são mais audíveis nas proximidades e ajudam a entender a direção do veículo que chega.

A segunda função é fornecer um feedback de força ao piloto. O alto-falante subsônico produz vibrações que mudam de acordo com a velocidade da motocicleta para dar ao motociclista uma sensação sensorial do desempenho. Baseada na FXS, também da Zero Motorcycles, conta com chassi de alúmínio que oferece maneira de transporte e proteção extra para a moto e o piloto. Originalmente, a Zero FXS era uma motocicleta para fins militares, com a atualização da linha E-Racer, essa atitude foi enfatizada nestes dois modelos.

O conjunto óptico é de LED. Comparado com o modelo original FXS, a The Rugged possui um compartimento de armazenamento sob o banco, acessível graças a um mecanismo que usa pistões hidráulicos ancorados a uma estrutura de alumínio cortada a laser com o logotipo Rugged retro iluminado. Sob o assento, há uma tomada USB dupla e, é totalmente iluminado.

O assento é longo e desenvolvido para transportar confortavelmente três pessoas, com uma textura exclusiva costurada à mão, projetada pela equipe de design da E-Racer. 

São 12 pequenas luzes "olho de águia" que permitem ao motociclista ter uma visão perimetral de 360° à noite, muito útil ao andar à noite em terrenos difíceis. Ela também conta com pintura com tinta extremamente resistente, a mesma patente militar da Edge. O modelo também possui o sistema Audio-Forceback. Ambos modelos chegarão na Europa no primeiro trimestre, com preços a partir de 6.000 euros.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemMais dois novos modelos elétricos a encantar o mercado

Publicado no Verdesobrerodas



Por MOTO conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário