Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Renault, a Nissan e a Mitsubishi apostam em carros autônomos


Em 2018, a Renault, a Nissan e a Mitsubishi firmaram uma parceria para pesquisas sobre mobilidade e automação no setor automotivo. Com verba de até US$ 1 bilhão para investir nos próximos cinco anos, a Alliance Ventures inaugurou neste ano um laboratório de inovação aberta em Tel Aviv, em Israel.

É o terceiro laboratório lançado pelo projeto. Outros dois estão nos Estados Unidos e na China. (No Brasil, o grupo firmou uma parceria com o Cubo Itaú.) No empreendimento israelense, em parceria com a autoridade local de inovação, o foco é trabalhar com sensores para carros autônomos, cibersegurança e big data, diz Antoine Basseville, diretor do laboratório.

Com a experiência das empresas no setor, a Aliança consegue focar na tecnologia desenvolvida pelas startups, dando assim menor importância para os modelos de negócios. “Temos a possibilidade de trabalhar com eles e oferecer carros para que desenvolvam protótipos e MVPs”. Atualmente, 15 startups estão nesse processo. Confira a solução criada por três delas:



Apollo Power 
A empresa desenvolveu um painel fotovoltaico flexível e leve. O produto foi criado após mais de 5 anos de pesquisa, e lançado neste ano. Com eficiência de 13,7% na geração de energia elétrica, tem preço comparável aos painéis convencionais, de vidro. O protótipo feito no laboratório é a implementação dos painéis no teto de um Renault Zoe. 

Segundo Oded Rozenberg, CEO da Apollo Power, os testes indicam que será possível aumentar em 10% a autonomia do carro, que hoje consegue rodar 220 km sem carregar. “Para ter um carro que ande apenas com energia solar, precisaríamos mudar muito o design do carro, para ter mais superfície disponível, mas não é isso que estamos buscando. Nosso objetivo é economizar a bateria e aumentar a autonomia dos carros elétricos. 10% pode não parecer muito para algumas pessoas, mas para outras resolve um grande problema”, diz Rozenberg.

IRP Systems
Fundada em 2015, esta startup trabalha no desenvolvimento de motores elétricos e baterias menores e mais eficientes. “Para os carros elétricos do futuro, precisamos de mais eficiência e custos menores”, diz Moran Price, CEO e cofundadora da empresa. Para isso, usa uma combinação entre software e hardware, integrados com inteligência artificial para aumentar a eficiência na gestão da energia. Em média, a empresa consegue reduzir em 15% o peso e custo das baterias.

Agora, a empresa trabalha com o laboratório de inovação em um protótipo para adaptar seu motor ao Nissan Twizy. Nos testes, a startup conseguiu aumentar em 15% a eficiência do motor.

BrightWay Vision
A empresa, fundada em 2011, tem como objetivo fornecer imagens com melhor qualidade para serem processadas por sistemas de automação. O cofundador e CEO Ofer David explica que a startup consegue entregar isso usando uma nova tecnologia na câmera, capaz de “fatiar” a imagem em diferentes distâncias. Assim, gera imagens diferente para objetos que estão mais próximos e mais distantes do carro. O sistema solta um feixe de luz e apenas abre a câmera no momento em que a luz refletida por objetos de determinada distância está chegando ao carro. 

O software, depois, sobrepõe os frames de diferentes distâncias para dar uma visão geral da via. Assim, a neve não atrapalha a visão de um pedestre 200 metros à frente do carro, por exemplo. Dessa forma, diz David, é possível criar imagens claras mesmo em condições difíceis de clima, como chuva, neve ou neblina, em que os sistemas tradicionais de automação dependem de radares e lidars.

“A maioria dos sistemas autônomos hoje são testados nas melhores condições, com o sol brilhando e passarinhos cantando. Penso, no entanto, que eu gostaria de ter a automação exatamente em situações mais difíceis, à noite depois de tomar um vinho ou em um dia de chuva forte”, afirma. No laboratório, a BrightWay Vision está integrando sua solução em um Renault Zoe.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemRenault, a Nissan e a Mitsubishi apostam em carros autônomos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Época Negócios conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário