Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Renault K-ZE terá versāo elétrica por € 11.000


Desde que foi lançado no mercado indiano, o Renault Kwid sempre foi alvo de rumores sobre sua possível chegada ao continente europeu sob a marca da Dacia.

Pequeno e barato, o subcompacto foi negado de início, mas agora, já com presença marcante no Brasil e iniciando seus passos na China, o carrinho foi confirmado como K-ZE para a Europa.

Assim como outros subcompactos na Europa, o Renault K-ZE atuará como elétrico, sendo a única forma viável de vende-lo num mercado onde o custo para manter os carros pequenos comuns, cada vez mais limpos, está subindo rapidamente. A pressão ambiental para 2021 faz com que a eletricidade seja a escolha óbvia em qualquer caso, especialmente na Renault, que já tem uma gama de carros elétricos na região.

Com o K-ZE, a Renault poderá colocar seu pequenino eletrificado com um preço realmente competitivo no mercado europeu.

Uma estimativa fala em € 11.000, preço pouco acima da faixa onde os carros da Dacia atual, mas que para um carro da marca francesa, realmente seria competitivo com essa configuração.

 No entanto, a montadora francesa não revelou se de fato o K-ZE será vendido como Renault. A Dacia é sempre uma opção de baixo custo e poderia, no caso do Kwid, ter resposta comercial melhor que a francesa, devido ao projeto simplificado do carro.

Além disso, a Renault já tem planos de eletrificação do Twingo, o que criaria uma competição ruim entre os dois. Então, a opção romena parece mais interessante nesse caso. Fala-se em City K-ZE como nome para o produto sob a marca da Dacia.

Equipado com motor elétrico de 44 cavalos e autonomia de 250 km, o Renault K-ZE é fabricado na China, onde tem pelo menos mais três variantes de marcas diferentes, ligadas à aliança Renault-Nissan e seus sócios locais. Ele é fruto da ideia de Carlos Ghosn de dispor de um carro elétrico popular de US$ 8.000.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemRenault K-ZE terá versāo elétrica por € 11.000

Publicado no Verdesobrerodas



Por Notícias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário