Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Para a Traton mobilidade elétrica continua muito dependente da rede de carregamento


Apesar de haver uma presença cada vez mais visível de veículos elétricos no mercado, a Traton admite que a aplicação da mobilidade elétrica continua ainda muito dependente da rede de carregamento, a que se juntam ainda os custos de aquisição e de operação de um veículo alimentado apenas por uma bateria elétrica.

No entanto, Andreas Renschler, mesmo do Conselho de Administração da Volkswagen AG e CEO da Traton, explicou que o objetivo é assumir a “liderança no fornecimento de caminhões e de ônibus elétricos”. Neste sentido, o investimento irá aumentar nesse capítulo, chegando a mais de mil milhões de euros até 2025.

Renschler explica ainda que “se todos os pré-requisitos necessários estiverem no lugar no momento certo, espero que o nosso grupo, nos próximos dez a 15 anos, tenha um terço dos seus caminhões e ônibus com motorização alternativa, a maior dos quais totalmente elétrica”.

Está a ser desenvolvida internamente uma plataforma modular elétrica comum para utilização em 2020, esperando-se para esse mesmo ano os primeiros ônibus 100% elétricos da Scania e da MAN. Por outro lado, a Volkswagen Caminhões e Ônibus, divisão de veículos pesados da MAN SE criada para a América Latina, anunciou também a maior encomenda a nível mundial de caminhões elétricos, num total de 1600 unidades pedidas pela cervejeira brasileira, Ambev.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemPara a Traton mobilidade elétrica continua muito dependente da rede de carregamento

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário