Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

China continuam apostando fortemente nos veículos elétricos


Na China continuam apostando fortemente no setor dos veículos elétricos e cada vez mais aparecem novos fabricantes que emergem do nada para apresentar produtos muito interessantes visando o desembarque em mercados importantes, como a Europa.

O último exemplo chega do norte do país, com a Bordrin Motor como principal protagonista, uma empresa que contará com o apoio do grupo FAW, um dos mais importantes da china nesse mercado.

Os planos desta empresa chinesa estão bastante avançados, pois a produção de seu primeiro veículo já começou e as primeiras unidades chegarão aos concessionários locais no primeiro trimestre de 2020. Tudo isso é muito interessante porque aproxima sua chegada a outros mercados. O modelo se chama Bordrin iV6, um nome muito sugestivo, mas que não tem nada a ver com a arquitetura do motor, já que se trata de um bloco elétrico com diferentes níveis de potência.

Este SUV de tamanho compacto apresenta um design com linhas limpas e arredondadas que lembram de certo modo às da Tesla.

Com 4.70 metros de comprimento por 1.95 de largura e 1.65 de altura, este automóvel quer se destacar por sua simplicidade e por um habitáculo que promete ser bastante amplo, assim como refletem os 940 mm de distância entre os bancos dianteiros e traseiros. Além disso, os engenheiros da marca trabalharam duramente para deter o coeficiente aerodinâmico em 0.27.

Dando uma olhada no interior, percebe-se um espaço onde o estilo minimalista se deixa notar, pois há apenas botões e as grandes protagonistas são as três telas situadas na parte central do painel e no quadro de instrumentos. Duas delas são tácteis e de 12.3 polegadas, enquanto a terceira é de 10.25 polegadas e se localiza diante do condutor. Não obstante, a tecnologia também se estende aos assistentes à condução, e conta com até 14 sistemas diferentes, o que lhe permite oferecer uma condução autônoma de Nível 2.

Sua plataforma, de fabricação própria, abrigará um sistema de propulsão elétrico com três versões diferentes. A mais básica utiliza um motor de 164 cv que envia toda a energia às rodas dianteiras, enquanto que o escalão intermediário se destaca por sua autonomia estendida. Na parte mais alta da linha aparece um propulsor de 314 cv e um sistema de tração nas quatro rodas, que permite ao carro acelerar de 0 a 100 km/h em 5 segundos.

Com relação às baterias, o iV6 contará com dois tipos. Por enquanto se desconhecem suas capacidades, mas sabemos que oferecerão uma autonomia que vai dos 420 até os 480 quilômetros no ciclo WLTP. O tempo necessário para recarregar a energia até 50% de sua capacidade é de 30 minutos. Outro detalhe destacado é que conta com tecnologia V2G, ou seja, carga bidirecional, que permitirá fornecer energia a outros automóveis, a uma residência pequena e a ferramentas elétricas.

O preço para o mercado chinês começará em um valor equivalente a 145.500 reais para a versão mais acessível.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemChina continuam apostando fortemente nos veículos elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário