Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

25% das ordens de compra do novo Peugeot 208 em Portugal é modelo elétrico


O 208 será apresentado à imprensa nos próximos dias, em Portugal, mas a Peugeot já abriu as encomendas do carro que estará à venda ainda este mês de outubro. E para espanto de muitos, 25% das ordens de compra são do modelo elétrico.

Para a Peugeot, a cifra de 10% do total das vendas era um excelente número para a versão totalmente elétrica do 208. Afinal, parece que a fatia elétrica será bem maior.

Segundo Jean Philippe Imparato, o CEO da Peugeot, “das 40 mil ‘leads’ qualificadas que recebemos, metade eram do e-208 e um quarto das pré-encomendas feitas são do e-208.” Em entrevista ao Automotive News Europe, o executivo da Peugeot referiu que ainda era demasiado cedo para antecipar quais os números de vendas do e-208. Seja como for, no momento, Imparato diz que “o meu trabalho assenta em factos e o único que tenho e cima da mesa é que podemos levar o e-208 até aos 20% da produção do 208, cerca de 300 mil unidades por ano.”

Se a Peugeot conseguir isso, será um feito extraordinário, já que segundo os planos da casa francesa, o e-208 será rentável se conseguir 10% do volume total de vendas do 208. Duplicar esse valor são excelentes notícias para Carlos Tavares e para o PSA Group. Até porque o novo Opel Corsa terá a mesma estratégia. Conseguirá o português voltar a mostrar o toque de midas?

Recordamos que o e-208 tem uma bateria de 50 kWh que lhe oferece uma autonomia de 340 km, segundo o protocolo WLTP, e um motor de 136 CV com 260 Nm de binário, que permite uma aceleração 0-100 km/h em 8,1 segundos. Em França, o preço do e-208 arranca nos 32.100 euros, esgrimindo a Peugeot o argumento dos custos de manutenção muito baixos, semelhantes ao de um 208 1.2 Puretech de 130 CV. E soluções financeiras agressivas permitem que em toda a Europa (veremos em Portugal) possa adquiri um e-208 por 400 euros/mês, tudo incluído, com uma entrada de 3.500 euros.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem25% das ordens de compra do novo Peugeot 208 em Portugal é modelo elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por Auto+ conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário