Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Gama Ceed da Kia passa a dispor de versões Plug-in


A gama Ceed da Kia passa a dispor de importante vertente híbrida Plug-in (PHEV), com os XCeed e Ceed Sportswagon a proporcionarem maior economia de utilização e emissões poluentes mais baixas. A sua chegada ao mercado europeu irá acontecer no início de 2020. 

Esta é a primeira vez que a gama Ceed dispõe de tecnologia híbrida Plug-in de baixas emissões, recorrendo a um sistema que combina uma bateria de iões de lítio de 8.9 kWh, um motor elétrico de 44.5 kW e um motor térmico a gasolina de 1.6 litros, com a potência combinada a estabelecer-se e os 141 CV e o binário a chegar aos 265 Nm. 

A sua autonomia em modo elétrico, espera a Kia, é de cerca de 60 quilômetros. Produzido em Zilina, na Eslováquia, o novo XCeed é o primeiro dos modelos Plug-in da Kia a ser produzido pela marca na Europa, mantendo como trunfos a garantia de sete anos ou 150 mil quilômetros.

O XCeed e o Ceed Sportswagon vão contar com um sistema híbrido composto por um motor de combustão interna a gasolina de quatro cilindros (GDI) com 1.6 litros, uma bateria de polímeros de lítio de 8.9 kWh e um motor elétrico de 44.5 kW. No total, o sistema debita 141 CV e 265 Nm de binário, o que permite à carrinha acelerar dos zero aos 100 km/h em 10,8 segundos e ao XCeed fazer o mesmo em 10,8 segundos.

A motorização está associada a uma caixa automática de dupla embraiagem com seis velocidades, assumindo-se como uma escolha mais dinâmica do que a anterior caixa de variação contínua (e-CVT).

Ao mesmo tempo, o potencial de recuperação de energia no final da primeira é concretizado pela funcionalidade de recuperação de energia cinética, armazenando-a na bateria sem perdas de energia e promovendo uma condução mais dinâmica.

A expectativa da marca sul-coreana para o modo elétrico é de 60 quilômetros com uma carga, sendo que ambos dispõem já de sistema de Som de Motor Virtual, que gera um som quando o veículo circula a baixas velocidades, alertando os pedestres da sua presença.

O visual também conta com algumas diferenças face às versões com motor unicamente a combustível, como a grelha dianteira tapada para ajudar à eficiência aerodinâmica, ou os logótipos específicos ‘Plug-in’. A porta de carregamento para a tomada elétrica localiza-se na lateral esquerda dianteira, recebendo ainda jantes específicas de 16 polegadas, ou, opcionalmente, de 17 polegadas na Sportswagon e de 18 polegadas no XCeed.

A Kia explica que estes modelos foram pensados desde o início para receberem motorizações híbridas, pelo que o espaço a bordo não foi comprometido pela colocação de bateria de 8.9 kWh, situada junto ao depósito de combustível com 37 litros sob o banco traseiro e não no compartimento da bagageira. A este respeito, a carrinha Ceed tem uma capacidade de 437 litros (até 1506 litros com o rebatimento dos bancos traseiros), enquanto o crossover XCeed alberga 291 litros (crescendo até aos 1243 litros com os bancos rebatidos).

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemGama Ceed da Kia passa a dispor de versões Plug-in 

Publicado no Verdesobrerodas

Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário