Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

FlixBus começará a testar ônibus movidos a hidrogênio


A FlixBus vai começar a testar ônibus de longo curso movidos a hidrogênio. Este projeto vai ser desenvolvido em parceria com a empresa alemã Freudenberg Sealing, que vai disponibilizar a tecnologia. A FlixBus procura agora produtores para construir estes ônibus.

“Continuamos a perguntar-nos como é que poderemos tornar as viagens ainda mais sustentáveis. Depois de lançar três ônibus totalmente elétricos com sucesso, queremos agora desenvolver os primeiros ônibus movidos a hidrogênio, em conjunto com a tecnologia da Freudenberg, de forma a estabelecer mais um marco na história da mobilidade”, assinala em nota de imprensa André Schwämmlein, fundador e presidente executivo da FlixMobility, grupo que detém a FlixBus.

Os ônibus a hidrogênio da FlixBus poderão percorrer cerca de 500 quilômetros sem abastecer, estima a plataforma alemã de transportes. E cada operação para colocar mais hidrogênio deverá demorar até 20 minutos, menos tempo do que num carregamento rápido de um carro elétrico. O desempenho destes ônibus em termos de potência e aceleração “estará em linha com os padrões dos atuais ônibus de longa distância”.

O anúncio da FlixBus surge numa altura em que a plataforma de transportes alemã se prepara para explorar, ainda neste ano, o mercado doméstico de ônibus expresso. Isto será possível graças às alterações na legislação portuguesa e que vão abrir este sector a novas empresas.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável


PostagemFlixBus começará a testar ônibus movidos a hidrogênio

Publicado no Verdesobrerodas



Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário