Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Eletra diz que em modo híbrido seu novo modelo reduzirá 30% das emissões de CO²


A Eletra, fabricante do ônibus do tipo Dual Bus (que reúne duas tecnologias de tração em um único veículo), promete que o novo modelo de 15 metros que será lançado na semana que vem em São Paulo pode, no modo híbrido, reduzir em até 95% as emissões de material particulado (MP) e em 30% de gás carbônico (CO²). O consumo de óleo diesel pode ser 28% menor em comparação a um ônibus comum do mesmo portem ainda segundo a empresa.

Conforme adiantou em primeira mão o Diário do Transporte, o ônibus que tem chassi Volkswagen de três eixos e carroceria Marcopolo modelo Torino de piso baixo, vai ser apresentado a partir do dia 24 de setembro de 2019 na Arena ANTP, da Associação Nacional de Transportes Públicos que ocorre entre os dias 24 e 26 no Transamérica Expo Center, em Santo Amaro, zona Sul de São Paulo.

A reportagem também adiantou que o mesmo ônibus possui duas tecnologias: 100% elétrica, que opera somente com baterias, e híbrida, que consiste em um motor a combustão (que pode ser a diesel ou a biocombustível). Em nota, a Eletra diz que ambas as opções podem se alternar e a seleção do funcionamento no modo híbrido ou 100% elétrico pode ser feita pelo motorista ou à distância de forma programada com determinação do local de cada função por GPS.

No modo elétrico, as baterias têm autonomia para 25 km por volta. Um sistema também permite o uso da frenagem para gerar energia. No Modo Híbrido, o sistema de tração elétrica recebe energia tanto do motor-gerador (que pode ser a diesel ou a biocombustível) quanto do conjunto de baterias. No Modo Elétrico, o motor-gerador é desligado e o veículo roda apenas com a carga das baterias, com autonomia de até 25 km por volta.

O desligamento pode ser acionado pelo condutor ou por um sensor GPS na via pública – por exemplo, quando o veículo entrar numa Zona de Emissão Zero. A alternância de modos se repete várias vezes, conforme o perfil da operação. Durante a operação, as baterias são continuamente recarregadas pela tecnologia de frenagem regenerativa (KERS), podendo também ter a contribuição do motor-gerador.

Essa versatilidade permite ao veículo rodar em diferentes ambientes urbanos, aproveitando o máximo das tecnologias híbrida e elétrica. Sem carregadores nas garagens e sem recargas de oportunidade. – diz parte da nota. O motor elétrico é da WEG e as baterias e componentes são de produção da Moura by Xalt

No ano de 2013, a empresa de São Bernardo do Campo lançou o e-Bus, o primeiro ônibus 100% elétrico produzido no país, mas contando com uma parceria com a Mitsubishi, do Japão. Em 2017, a Eletra participou diretamente da concepção e produção do primeiro caminhão leve elétrico mundial da Volkswagen/MAN, em parceria com a WEG, o e-Delivery.

Já neste ano de 2019, a companhia do Grupo ABC associou-se à Moura para fabricar ônibus brasileiros de baixa emissão com baterias elétricas comercializadas no Brasil.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemEletra diz que em modo híbrido seu novo modelo reduzirá 30% das emissões de CO²  

Publicado no Verdesobrerodas



Por Adamo Bazani conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário