Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Parceria facilitará recarga de veículos elétricos


O aplicativo de mobilidade urbana Cabify firmou parceria com a EDP - empresa portuguesa de energia elétrica com operações no Brasil e na Espanha - para a instalação de uma estação de recarga para carros elétricos.

Já em funcionamento, o ponto foi instalado no bairro de Pinheiros, em São Paulo, no Cabify Home, um espaço físico destinado à assistência e ao descanso dos motoristas do aplicativo. Qualquer pessoa com automóvel elétrico pode fazer a recarga sem pagar nada. 

A estação possui equipamentos com plugue modelo T2, compatível com a maioria dos modelos de veículos elétricos do Brasil. O equipamento tem potencial para carregar a bateria de um carro completamente em até 7 horas. Mas os motoristas poderão fazer recargas de menor tempo, se preferirem. “A criação de segmentos específicos dedicados à mobilidade elétrica é uma tendência mundial”, diz Nuno Pinto, diretor de Negócios B2C e Mobilidade da EDP no Brasil. 

O projeto tem como objetivo incentivar os brasileiros a adotar vez mais o uso de veículos elétricos. Para a Cabify, é uma oportunidade de se aproximar da meta de se tornar uma companhia carbono zero: a empresa vai oferecer isenção de taxa aos motoristas que começarem a rodar em carros elétricos.

De acordo com Nuno Pinto, o grupo EDP quer assumir a liderança desse segmento no Brasil. A primeira estratégia foi a criação de um corredor para recarga de veículos ao longo da rodovia Dutra, que liga o Rio de Janeiro e São Paulo, em parceria com a BMW. O projeto consumiu um investimento de R$ 1 milhão.

Atualmente, no Brasil, já existem mais de 8.500 veículos híbridos e elétricos em circulação. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a expectativa é que o número de automóveis elétricos no País chegue a 2 milhões em 2030.

 “Embora ainda não seja tão expressiva no país, acreditamos que a mobilidade elétrica será uma realidade no Brasil nos próximos anos”, afirma Nuno. Segundo ele, entre os desafios para que essa modalidade ganhe espaço no mercado brasileiro estão o alto custo de comercialização, a falta de incentivos fiscais e outros aspectos relacionados à regulamentação.

Para ganhar espaço no Brasil, o grupo português planeja investir nos segmentos de transporte público, logística urbana e as plataformas de veículos compartilhados. O próximo passo, segundo Nuno Pinto, é realizar pesquisas com os motoristas que utilizam veículos elétricos, tendo como base a plataforma da Cabify.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemParceria facilitará recarga de veículos elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Época Negócios conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário