Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 18 de junho de 2019

Primeiro carro elétrico, o Honda será um automóvel citadino


A Honda vai lançar este ano o seu primeiro carro elétrico, o Honda e. Vai ser um automóvel citadino, inspirado nos primeiros veículos de quatro rodas criados pela marca nos anos 60. Desta forma, é um renascimento para a marca japonesa, como o primeiro de uma nova geração de automóveis sem poluição. 

O Honda e vai usar o mesmo tipo de estrutura base que outros projetos semelhantes, um “patim” com as baterias integradas no chassis, que inclui as rodas e suspensão, e com o motor elétrico montado sobre o eixo traseiro.

O chassis do Honda e é construído em aço reforçado, para maior resistência, e inclui suspensão independente às quatro rodas. Desta forma, a marca japonesa garante que o seu carro elétrico é divertido de conduzir, com uma resposta precisa e imediata às solicitações do condutor.

As baterias de 35,5 kWh estão montadas no “patim” do chassis, assegurando uma distribuição de peso de 50 por cento sobre cada eixo traseiro. Como as baterias correspondem à maior parte do peso, também ajudam a baixar o centro de gravidade, contribuindo também para a sua estabilidade e agilidade. O interior da caixa das baterias é refrigerado por água.

O Honda e foi desenhado para ser versátil na hora de recarregar o carro. Por isso, o condutor pode recorrer a um carregador rápido de corrente contínua do tipo CCS2, que garante 80 por cento de carga em apenas 30 minutos e uma autonomia de 200 quilômetros. Também pode carregar o caso em casa, sem menos pressas, com um carregador de tipo 2 de corrente alterna, ligado a uma tomada caseira. A tomada de carregamento está montada no capô, com luzes LED visíveis para indicar o estado de carga.

Há várias décadas que quase todos os carros citadinos têm motor à frente e tração dianteira, mas o Honda e vê o motor elétrico montado sobre as rodas traseiras. A tração traseira evita assim o maior desgaste dos pneus dianteiros que é habitual nos carros de tração dianteira.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPrimeiro carro elétrico, o Honda será um automóvel citadino

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário