Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Elétrica e-Legend da Peugeot agrada mas deve ficar apenas como concept

O Peugeot e-Legend foi, definitivamente, um dos concept de 2018. A visão retro-futurista da marca de Sochaux para um futuro elétrico e autônomo, ao mesmo tempo evocando o seu elegante coupé 504 parece ter atingindo um nervo entre todos nós.

O futuro automóvel, de um momento para o outro, deixou de ser sombrio. O Peugeot e-Legend parecia não só responder a todos os desafios do futuro — mobilidade elétrica e condução autônoma —, como o fazia sem alienar pessoas como nós, que continuamos a gostar de automóveis e, sobretudo, de conduzir.
Não admira que o e-Legend se tornasse rapidamente num dos concept que mais pedidos recebeu para chegar à linha de produção — até se fez uma petição online! 

Ao saber da petição, o próprio CEO da Peugeot, Jean-Philippe Imparato, colocou o desafio: se atingir as 500 mil assinaturas, nós o consideraremos para produção. Lamentamos informar que ao fim destes meses todos, a petição ainda não chegou às 60 mil assinaturas.

O fascínio pelo Peugeot e-Legend, no entanto, continua. É por isso que decidimos partilhar um vídeo da youtuber Supercar Blondie, em que esta teve oportunidade de conhecer, ao vivo e a cores, o e-Legend.

Recordamos algumas das características deste intrigante concept, que funde o passado com o futuro de forma apaixonante. O e-Legend é um carro elétrico com nível 4 de condução autônoma, em que já consegue andar sozinho, mas ainda não prescinde do volante e dos pedais.

O volante permanece recolhido enquanto circulamos num dos modos autônomos, dando-nos uma visão ininterrupta da gigante tela de 49″, apenas uma das 16 telas espalhadas pelo interior (!). Quando selecionamos um dos modos manuais do carro — Legend ou Boost — o volante surge “do nada” e passamos a ter acesso a todo o potencial de performance do carro.

De acordo com a Peugeot, são dois os motores elétricos presentes no e-Legend, um por eixo, disponibilizando um total de 462 cv de potência e 800 Nm de binário máximo, o suficiente para atingir os 100 km/h em apenas 4,0s e atingir uns limitados 220 km/h de velocidade máxima. Alimentados por um conjunto de baterias de 100 kWh, consegue percorrer 600 km, já de acordo com o mais exigente ciclo WLTP.

Sejamos realistas, o Peugeot e-Legend nunca vai chegar à produção. O e-Legend é um manifesto, um plano de intenções sobre o caminho que a marca pretende seguir ao entrarmos na era da mobilidade elétrica e condução autônoma. Um futuro que, de acordo com a Peugeot, pelo menos, não prescindirá do ato de conduzir.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemElétrica e-Legend da Peugeot agrada mas deve ficar apenas como concept

Publicado no Verdesobrerodas



Por Razão Automóvel conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário