Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

BMW aposta em um futuro mais eletrificado


O BMW i8 é um esportivo híbrido plug-in que foi lançado quase junto com o elétrico i3 e representa o máximo de evolução que a marca bávara conseguiu alcançar nos últimos anos, embora isso não tenha sido uma meta efetiva até o Dieselgate, quando a empresa se deu conta de que fez muito pouco e o relógio começou a correr rapidamente.

Assim, com pressão ambiental às portas da Baviera, a BMW aposta em um futuro mais eletrificado para seu portfólio de produtos e isso significa que mais modelos poderão ser 100% energizados.
Esse pode ser o caso do próximo i8. A geração seguinte está sendo planejada para 2023, o que dá um tempo enorme de desenvolvimento.

Porém, a BMW ainda está bem imersa na filosofia dos híbridos e este ano deve decidir se o próximo i8 será totalmente elétrico ou não, conforme teria indicado Klaus Fröhlich, chefe de desenvolvimento da BMW. Rumores também confirmam que a montadora possui um projeto de eletrificação alternativa para a nova geração do bólido germânico.

De acordo com o apurado pela revista inglesa Autocar, o desenvolvimento de um BMW i8 100% elétrico estaria na verdade atrelado ao projeto de um carro de Fórmula E. Um “elo tangível” teria sido criado entre as duas propostas e isso permitiria ao superesportivo alemão ter um DNA realmente ligado às pistas.

Atualmente, a BMW poderia valer-se do conjunto de motores elétricos da Siemens e de baterias da Samsung ou LG Chem para obter uma performance realmente interessante como os recentes SUVs elétricos das marcas de luxo europeias, como a Mercedes EQC, Audi e-tron SUV e Jaguar I-Pace, por exemplo.

Isso daria ao BMW i8 um powertrain com pelo menos 408 cavalos e baterias de lítio que poderiam chegar a 111 kWh. Como se trata de um carro caro, o impacto não seria muito grande nesse caso. Em performance, provavelmente faixa bem menos que 4 segundos de 0 a 100 km/h.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBMW aposta em um futuro mais eletrificado

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário