Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 21 de abril de 2019

Renault aposta em comercial ligeiro elétrico


Ainda é experimental, mas pode ser o caminho para o primeiro modelo comercial ligeiro elétrico. O EZ-FLEX é a proposta da Reanult para a distribuição elétrica urbana, ‘limpa’ e conectada.

Este inovador projeto da marca do losango prevê a disponibilização do novo modelo a diversos utilizadores profissionais europeus. 
Os dados obtidos permitirão compreender melhor os desafios colocados pela distribuição urbana. A Renauilt revelou no ano passado o ‘concept-car’ EX-PRO. Uma visão para o futuro da distribuição urbana tendo como horizonte o ano de 2030. O EZ-FLEX é a continuidade da preparação para esse futuro. 

Compacto, de dimensões exteriores otimizadas face ao volume útil de carga, esta nova proposta da marca francesa tem 3,86 metros de comprimento para 1,65 de largura e 1,88 de altura. O que facilita o aceso a parques subterrâneos, cujo espaço é relativamente reduzido e pensado sobretudo para veículos ligeiros de passageiros. A altura ao solo é também ideal para carregamento de mercadorias, cifrando-se nos 76 centímetros. 

Com um raio de viragem de 4,5 metros o EX-FLEX permite uma excelente manobrabilidade, muito útil nas estreitas ruas dos centros urbanos, pelo que a mobilidade na cidade é o meio ambiente por excelência. E ser veículo de distribuição não significa que não seja também adequado ao seu tempo. O interface homem-máquina foi pensado, inspirando-se no universo dos smartphones, dispondo de serviços e aplicações ligadas ao veículo, mas também podendo incluir aplicações ligadas à atividade dos diferentes profissionais que o utilizem. 


A autonomia não foi esquecida no EX-FLEX, sendo que por se tratar de um veículo elétrico, ela é de uma centena de quilômetros, considerada pela Renault como adequada, pois em média estes veículos de distribuição fazem cerca de 50 km. 

No total serão uma dezena de exemplares do modelo que serão emprestados a utilizadores profissionais, autarquias ou coletividades europeias, numa experiência que deverá durar cerca de dois anos. Estão equipados com captores que permitirão coletar vários tipos de dados: geolocalização, quilometragem, autonomia, velocidade, número de paragens, etc. Estes dados serão descarregados em tempo real e permitirão compreender a real utilização no quotidiano. 

A análise destes dados, complementada com a opinião dos utilizadores, vai permitir à Renault conceber, no futuro, automóveis mais adaptados às evoluções da logística urbana. Através desta experiência, a Renault enceta uma nova abordagem para preparar e conceber as futuras inovações. Este tipo de abordagem, que constitui uma ruptura no setor automóvel.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemRenault aposta em comercial ligeiro elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por PT Jornal conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário