Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Modelo da Bugatti terá motor elétrico


Nem a Bugatti vai conseguir fugir da onda de SUVs e crossovers. Depois de Porsche, Jaguar, Bentley, Rolls-Royce, Lamborghini e o já anunciado modelo da Ferrari, a fabricante francesa de superesportivos também deverá ter representante no segmento.

O modelo não será um SUV tradicional, no entanto, de acordo com a revista britânica Car. A ideia é fazer um crossover, com misto de linhas de utilitário e cupê.

Algo como BMW X4 e Mercedes-Benz GLC Coupé. Também é assim o Urus, da Lamborghini, que assim como a Bugatti faz parte do Grupo Volkswagen. E a Porsche, outra empresa do conglomerado, acaba de apresentar o Cayenne Coupé.

No entanto, também de acordo com a revista Car, o Bugatti terá algo exclusivo: apenas duas portas. Isso reforçará a sua imagem de crossover superesportivo. Além disso, será menor que o Lamborghini Urus, conforme a mesma publicação. O modelo deverá usar o mesmo motor do Urus, um 4.0 V8 turbo. Porém, no SUV da Lamborghini ele gera 641 cv. Para o crossover da Bugatti, a expectativa é de entrega de 1.000 cv.

Para permitir a entrega de toda essa potência, além do motor a combustão o modelo da marca de alta performance deverá usar um motor elétrico. Outra informação da reportagem da Car é sobre o peso do crossover. Ele deverá ser muito mais leve que o Urus, que pesa 2.200 kg.

O projeto do crossover da Bugatti, segundo a Car, espera a aprovação de executivos do Grupo Volkswagen. Se o trâmite correr como o esperado, a expectativa é de que seja lançado em 2023. Recentemente, o chefe da Bugatti, Stephan Winkelmann, disse que a fábrica da montadora em Molsheim (França) precisará de adaptações para produzir um modelo mais alto.

A expectativa é de produção anual de 800 exemplares do crossover esportivo. Para a marca francesa, é um número alto. O Chiron, por exemplo, é um carro limitado a apenas 500 unidades totais.Além do crossover, a montadora deverá lançar um sedã esportivo, que está sendo chamado de Royale pela imprensa europeia.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemModelo da Bugatti terá motor elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por Jornal do Carro Estadão conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário