Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 6 de março de 2019

Primeiro modelo elétrico da GM nessa nova era do EV está fora de linha


O Chevrolet Volt já faz parte da coleção histórica da corporação americana. Não sabemos se a General Motors conserva algum exemplar da primeira geração do modelo elétrico, mas seguramente deve guardar protótipo original do Chevrolet Volt em um cofre. Mas o certo mesmo é que o último exemplar do elétrico da Chevrolet fabricado nos Estados Unidos permanecerá durante alguns anos na coleção privada da empresa.

Como noticiamos a poucos dias, a planta de Detroit-Hamtramck deixou de produzir no mês passado o Chevrolet Volt e o Buick LaCrosse. No caso do modelo elétrico da Chevrolet, o último exemplar saiu da linha de montagem às 10:00 AM da terça-feira, 19 de fevereiro. Na China, por enquanto, continuará sendo fabricado.
Este exemplar tão famoso recebeu um acabamento na cor preto Mosaic Black Metallic e seu destino foi o GM Heritage Center, onde a corporação americana conserva e expõe seus veículos e exemplares mais destacados.
A saída do Chevrolet Volt do mercado norte-americano marca o fim de toda uma época, já que este foi o primeiro modelo elétrico lançado pela GM nessa nova era de veículos eletrificados. 
Embora contasse com um conceito bastante revolucionário, o Chevrolet Volt nunca chegou a ser devidamente apreciado pelo público, e o que é mais grave, tampouco pela mídia como um verdadeiro veículo elétrico.
O Chevrolet Volt teve duas gerações e em ambos os casos contou com um motor a combustão que funcionava como gerador e que era destinado a alimentar as baterias quando se esgotavam, mas que de nenhuma maneira estava associado às rodas.
A função desse motor a combustão era aumentar a faixa de autonomia quando as baterias acabavam, mas o único motor que impulsionava as rodas era o elétrico. Por esse motivo, o Chevrolet Volt deveria ser considerado um veículo elétrico de autonomia estendida, assim como a versão REX do BMW i3, e não um veículo híbrido plug-in como todo mundo considerava.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPrimeiro modelo elétrico da GM nessa nova era do EV está fora de linha

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário