Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 2 de março de 2019

Elétrico da Honda está próximo do mercado

Ainda tem protótipo no nome, mas este Honda E Prototype está mesmo muito próximo da versão final de produção. A inédita proposta 100% elétrica da Honda mantém-se bastante fiel ao apreciado concept Urban EV, apresentado em 2017.

Ao contrário do que vemos noutras propostas elétricas, o design do E Prototype remete para tempos idos, não só herdando a fisionomia de um clássico dois volumes com destacado compartimento dianteiro, como também herda um estilo reminiscente das duas primeiras gerações do Honda Civic (1972 e 1979).

No caminho para a produção, o E Prototype denota bastantes diferenças para o Urban EV, apesar de manter as mesmas premissas visuais — volumes, superfícies e gráficos simples e suaves, mas também assertivos, em contraponto à agressividade visual dos nossos dias.

Comparativamente ao Urban EV, o E Prototype ganhou um par de portas traseiras e uma carroceria bicolor, com a cor preta a cobrir também o teto, além do pilar A. Também a zona inferior circundante da carroceria passa a ser preta.

Destaque para a máscara negra que integra as óticas dianteiras e traseiras, providenciando uma identidade clara ao compacto modelo. Temos também câmaras em vez de retrovisoresserá que chegarão à produção? —, puxadores das portas embutidos na carroceria e uma área central a preto sobre o capot que sinaliza a zona de carregamento.

Sobre o interior, já conhecido previamente, não só temos agora uma visão mais clara do mesmo, como ficamos também a saber que o chão do habitáculo é totalmente plano, e que podemos encontrar materiais como revestimentos em tecido tipo melange, material mais frequentemente encontrado nas habitações contemporâneas. Ainda no interior, vemos que o tablier é composto por cinco telas, onde os dois posicionados nas extremidades servem de retrovisores, de modo a que o seu uso se mantenha tão intuitivo como o dos espelhos retrovisores tradicionais.


O Honda E Prototype assenta sobre uma nova plataforma dedicada exclusivamente a veículos elétricos. Ainda não sabemos as suas dimensões finais, mas tendo o Urban EV como referência, esperem um carro mais curto que o Honda Jazz. Ao assumir-se como um carro compacto, a Honda evidencia as capacidades do novo modelo em ambiente urbano. A autonomia máxima é superior a 200 km e apresenta uma funcionalidade de “carga rápida”, que permite carregar até 80% da bateria em apenas 30 minutos.

A Honda refere em comunicado que a “dinâmica de condução concentra-se em proporcionar uma experiência divertida e emotiva”. Para o substanciar, o fato de o E Prototype ser tração traseira — motor elétrico colocado sobre o eixo traseiro — dá pistas sobre esse potencial. A apresentação pública ocorrerá no Salão de Genebra que abre as portas a 5 de março, com o início da sua produção programado para o final do corrente ano.


VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável
PostagemElétrico da Honda está próximo do mercado

Publicado no Verdesobrerodas



Por Razão Automóvel conteúdo


Nenhum comentário:

Postar um comentário