Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Técnicos estão aperfeiçoando o I-PACE em estradas geladas


Em Arjeplog, uma pequena cidade ao norte da Suécia, em todos os invernos concentra-se a grande maioria dos fabricantes de automóveis, onde realizam os testes em ambientes gelados. Uma localização única com temperaturas extremamente baixas dada sua proximidade com o Círculo Polar Ártico e onde as marcas de carros dispõem de instalações permanentes.

Ali também se encontra agora a divisão de competição da marca britânica, onde os técnicos da Jaguar Racing estão aperfeiçoando o I-PACE em estradas completamente geladas. O crossover elétrico em sua concepção de competição está sendo testado junto com unidades convencionais do modelo. 

O objetivo é comprovar o funcionamento do sistema de gestão térmica, o que a Jaguar denominou como teste de ‘congelamento ártico’, em um dos cenários mais especiais e totalmente fora da ‘zona de conforto’ do modelo de competição, um ambiente não habitual para o modelo elétrico baseado no crossover mais eficiente da empresa, e com Nelson Piquet Jr. em seu comando.

O piloto de fábrica da equipe Jaguar Panasonic Racing de Fórmula E declarou depois das jornadas de testes, que “conduzir o carro sobre os lagos gelados convertidos em pistas e sentir o rendimento em condições tão extremas, é uma coisa que eu não esquecerei tão cedo”. O mesmo sentimento que experimentam os clientes da marca britânica quando adquirem os pacotes que a Jaguar oferece em sua academia de condução no inverno extremo dessa localidade sueca.

As unidades de produção do I-PACE foram testadas nesse local, tanto em seu programa de testes de desenvolvimento interno como a clientes e meios de imprensa. Alcançar uma velocidade máxima de 195 km/h superou as expectativas de funcionamento da bateria de lítio de 90 kWh de capacidade ao ser submetida a temperaturas tão frias de -40º, quando a mesma está projetada para oferecer seu melhor rendimento entre -35º e 55º C.

Os técnicos puderam demonstrar também o funcionamento do sistema de carga rápida de 100 Kw, conseguindo recargas de 80% em somente 40 minutos, superando o rendimento dos carregadores de 50 kW disponíveis nas instalações da Jaguar Land Rover em sua base de testes de Arjeplog, onde os veículos necessitaram de 90 minutos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemTécnicos estão aperfeiçoando o I-PACE em estradas geladas

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário