Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Início do carregamento rápido da Prio é adiado

A Prio decidiu adiar por pelo menos um mês o início do pagamento dos carregamentos rápidos de automóveis elétricos nos postos que opera. A empresa tinha anunciado que iria começar a cobrar estes serviços a 1 de janeiro, mas decidiu adiar as cobranças por um mês. 

A empresa optou por não cobrar os carregamentos nos seus postos a 1 de novembro, data em que os carregamentos rápidos começaram a ser pagos.
"Os carregamentos deverão começar a ser pagos em fevereiro", disse ao Negócios Carlos Ferraz, gestor de desenvolvimento de negócio da empresa. "Decidimos consolidar os processos e estabilizar a operação e, por isso, apenas iremos iniciar a cobrança no próximo mês", explicou.

A exceção é o posto de carregamento da Prio em Coimbra. "Esse posto em Coimbra está abrangido por um contrato de concessão que obrigava o início da cobrança em janeiro", indicou o responsável. Nesse posto, a Prio cobra 0,156 euros por kWh, segundo o tarifário que vigora em janeiro para os operadores de postos de carregamento (OPC).

Questionado se esse valor seria aplicável aos restantes postos em fevereiro,  Carlos Ferraz indicou que os preços a praticar ainda não foram definidos, nem sequer se serão em euros por minuto ou por kWh. O gestor referiu ainda que os preços serão diferenciados entre os diversos postos.

Os restantes operadores de postos de carregamento (OPC) mantiveram o tarifário face ao que vigorava em dezembro de 2018.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemInício do carregamento rápido da Prio é adiado

Publicado no Verdesobrerodas



Por Jornal de Negócios conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário