Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Golf GTE plug-In chegará no Brasil no próximo ano

Neste início de 2019, a companhia Volkswagen fez confirmar a estreia no mercado automobilístico brasileiro do Golf GTE. Trata-se de um New Hatch com propulsão híbrida na base Plug-In e vazada em novo design, que estreou recentemente no Salão do Automóvel de São Paulo. 

Este é o modelo Golf GTE, aparelhado de um motor 1.4 TSI, com desempenho de 150 CV de potência e mais a alternativa de motor elétrico, com desempenho de 102 CV, abrangendo uma autonomia de até 880 km, quando articulado em seu modo híbrido e em 50 km ao modo elétrico, articulado em sua transmissão automática tipo DSG em seis marchas na função Tiptronic.

O modelo GTE híbrido possui capacidade de aceleração entre 0 a 100 km/h numa escala de 7,6 segundos, atingindo uma velocidade máxima de até 222 km/h. Este novo Hatch eletrificado conta com mais algumas especificações: O sistema de assistência e infotainment, incluindo a função Active Info Display; o painel de instrumentos inteiramente digital; o sistema tipo infotainment Discover Pro, munido de tela em 9,2 polegadas com controle regido por gestos; munido do sistema de rádio na linha do Golf GTE, que se chama Composition Media, que inclui a tela em 8 polegadas; com entrada USB; a conexão em Bluetooth para celular.

Este New Golf GTE está equipado do modo “EV”, operando na modalidade elétrica. Este automóvel tem arrancada por meio da emissão zero, embora esta função funcione corretamente se a bateria estiver inteiramente carregada. Em seu modo “híbrido” está sempre ativo, operando automaticamente por meio de duas fontes de propulsão, em conjunto ou separadamente, obtendo máxima eficiência.

Outra vantagem para o motorista está em poder manter, intencionalmente, um equilíbrio na carga da bateria, sendo possível até recarregá-la no momento em que se dirige. Trata-se de um dispositivo acionado quando se está em área de restrição ambiental. Esta é a função para o consumo de energia combinado, embutida no carro, sendo de 1,6 l-100 km em gasolina, produzindo um equivalente de 36 g-km de CO2. No modo elétrico será de 11,4 kWh-100 km, na classificação NEDC destinada aos veículos híbridos.

No que tange à sua bateria, seguem suas especificações: O dispositivo pesa 120 kg, ou seja, mais ou menos 8% em relação aos 1.615 kg que constituem a medida de peso deste veículo. O chamado sistema Plug-In proporciona à bateria do New Golf GTE a capacidade de ser recarregada por meio de um tipo de tomada ou em uma estação de carga.

Sobre o seu novo design e demais equipamentos, seguem as informações: Está munido da nova propulsão elétrica, que se projeta visualmente mediante a assinatura em “C”, vazada nas luzes de condução diurna, presentes nesse novo modelo. Em sua totalidade, o conjunto dos demais elementos moldados no design dianteiro remete à versão intitulada GTI. Portanto, o GTE consiste em uma formidável evolução a partir do modelo GTI.

Deste modo, o modelo GTE conquistou grande destaque entre os automóveis híbridos e elétricos já apresentados pela mesma companhia, e no mesmo Salão do Automóvel, tais como a versão elétrica e-Golf, a versão I.D. Cross e o popular hibrido Passat GTE.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemGolf GTE plug-In chegará no Brasil no próximo ano

Publicado no Verdesobrerodas



Por Carro Bonito conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário