Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 5 de janeiro de 2019

Conversão de ICE para elétrico gera oportunidades de mercado

Já por várias vezes que referimos estar latente um grande negócio dentro do conceito dos carros elétricos. 

A transformação dos veículos de combustão interna para os motores elétricos será uma grande oportunidade para o mercado automóvel.

Para levar mais além a magia das conversões, há que contar com a imaginação e a disponibilidade de orçamento. A homologação… isso será outra história, mas há já quem esteja a tratar do assunto, como podemos ver no vídeo a seguir.

A transformação automóvel não tem limites e o céu é a criatividade. Já vimos trabalhos fantásticos nesta área e cada vez iremos ver mais “transformações” de combustão interna para elétricos. O que mostramos hoje é o lendário Nissan Skyline a ser transformado numa verdadeira bomba sobre rodas, mas com coração de um Tesla Model S.

As transformações estão a usar motores e kits de baterias que têm já provas dadas no mercado. Até por questões de homologarão posterior. Neste caso, foi usado o sistema de propulsão de um Tesla Model S, veículo que estava destruído e de onde se aproveitaram estes componentes. Com esta “adição” o novo Skyline obteve 450 cavalos de potência.

A bateria, no que lhe concerne, vem de um Chevrolet Volt, que parece ter uma importante potência de saída que, aliada ao baixo custo, a torna ideal para esse tipo de trabalho. Para completar a oferta, a equipa instalou um carregador CCS Combo, que permite obter recargas rápidas em estações públicas até 43 kW. Possui ainda um módulo duplo para recargas trifásicas, que permite acesso a potências até 22 kW.

Experiências feitas numa Volkswagen Pão De Forma. Claro que este desportivo nipônico não é mais que um carro de puro prazer com 4 rodas. Mas, para aqueles que procuram algo mais familiar, esta equipe desenvolveu outro exemplo. Desta forma, dá mostras de uma oferta variada igualmente poderosa e… elétrica.

Nesta instalaram além do sistema de propulsão de um Tesla, com cerca de 400 CV, uma bateria de 90 kWh. Não faltou o carregador CCS Combo para uma combinação que mistura o clássico com o moderno da melhor maneira possível. Na calha está já uma conversão que colocará um antigo Porsche num modelo de pecado. Este bólide será equipado com um sistema de propulsão a partir de um Tesla. Receberá tração nas quatro rodas e ainda um fascinante modo de condução.

O que temos visto é um aproveitamento das partes dos carros elétricos acidentados, algo que facilmente transformar outros veículos de combustão interna. É desta forma que se dá uma vida nova a um carro “velho”, recebendo peças de um acidentado. Assim, nalgumas linhas já percebemos que os grandes negócios deste ano de 2019, em diante, será a transformação de carros a combustíveis fósseis em carros elétricos, assim como comercializar tudo o que sobrar dos veículos elétricos acidentados para dar vida nova a outros automóveis.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemConversão de ICE para elétrico gera oportunidades de mercado

Publicado no Verdesobrerodas



Por Pplware conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário