Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Além de carros elétricos a Volkswagen investe também em energia limpa


A Volkswagen decidiu que, além de fabricar carros elétricos, vai investir também para derrubar uma das barreiras que impede a adoção mais ampla da tecnologia: a falta de oferta de energia elétrica de origem limpa e de rede de recarga destes veículos. A estratégia começa na Europa com a criação do Elli Group (o nome vem de “electric life”), uma empresa de geração de energia com pegada neutra de carbono.
Segunda montadora, a novidade dará aos clientes da região uma opção melhor do que a oferecida pela maior parte da rede elétrica da Europa que, em geral, gera energia em usinas de carvão, condição que reduz em muito o apelo sustentável dos carros elétricos. Além de atuar como provedor de energia, o Elli Group deve trabalhar em parceria com a marca Volkswagen para oferecer equipamento de recarga para os clientes instalarem em casa.

Outra frente de negócios da nova empresa será a construção de eletropostos: estão previstos 80 mil pontos de abastecimento por toda a Europa, sempre próximos de mercados e shoppings para que o motorista possa aproveitar o tempo de recarga de outras maneiras. Com a decisão de investir na oferta de energia limpa, o Grupo Volkswagen cria uma nova frente de receitas e segue o exemplo bem sucedido da Tesla, que impulsionou a venda de seus carros elétricos na Califórnia, nos Estados Unidos, ao construir ali uma rede de recarga.

Thomas Ulbrich, membro do conselho de administração da companhia com responsabilidade sobre a divisão de eletromobilidade, declarou em comunicado que a decisão por investir em energia limpa tem potencial para acelerar a transição do setor de transporte para um modelo mais sustentável.Temos uma grande oportunidade que: muitas pessoas chegarão à nossa empresa não apenas por causa dos carros”, diz.

Por enquanto, o Elli Group vai atuar apenas na Europa, mas o Grupo Volkswagen já se movimenta para oferecer mais opções de recarga em outras regiões, como a China. A empresa busca parceiros no país dispostos a investir com a montadora na construção de uma ampla infraestrutura de eletropostos.

Segundo informações da Bloomberg, já está confirmado que a chinesa FAW, parceira de longa data da Volkswagen, vai se juntar à iniciativa. Outras duas companhias da região ainda devem entrar no projeto, segundo a agência.

Ainda que o mercado de carros elétricos siga com participação pequena nas vendas globais de veículos, a Volkswagen mira na tendência de expansão rápida desta presença nos próximos anos – principalmente na China, maior mercado para a tecnologia. Em 2020 o país deve somar 2 milhões de modelos elétricos vendidos.

A montadora alemã tem plano global de investir € 4 bilhões na tecnologia só em 2019. A estratégia também é uma resposta da organização para reconstruir sua imagem após o dieselgate, o escândalo pela fraude da montadora no controle de emissões de 11 milhões de veículos vendidos globalmente.


VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemAlém de carros elétricos a Volkswagen investe também em energia limpa

Publicado no Verdesobrerodas



Por Automotive Business conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário