Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 29 de dezembro de 2018

Supercarregadores Tesla cobrirão 100% dos mercados ativos


Com a chegada de mais um modelo Tesla ao mercado, com o aumento das vendas e da produção, fica claro que a importância dos Supercarregadores Tesla aumenta substancialmente. Mais ainda quando aumenta a desproporção de carregadores “convencionais” face ao número de veículos elétricos no mercado.

A Tesla sabe dessa falta de pontos de carregamento e num anúncio em jeito de prenda de Natal tardia, através do seu CEO, Elon Musk, revelou algumas expansões para a rede “Supercarregadores”, incluindo o “aumento dramático” destes carregadores dentro das cidades na Europa… e não só.
Musk tem dado indicações que o mercado dos Tesla está a crescer e com ele, inevitavelmente, os supercarregadores também têm de estar disponíveis em maior número.

Ainda no mês passado, o CEO da Tesla anunciou outra expansão da rede Supercharger para cobrir “95% a 100% da população em todos os mercados ativos”.

As informações que deixou, dão conta que a próxima expansão incluirá o Supercharger V3, uma nova versão da estação de carregamento rápido com uma taxa de carga mais alta, que deve ser lançada no começo do próximo ano.

As mais recentes declarações do responsável da marca americana apontam que também irá “aumentar dramaticamente” o número de Supercarregadores dentro das cidades, de modo a resolver o problema de carregamento aos moradores de apartamentos.Algumas cidades já têm graves problemas de carregamento dos seus veículos elétricos. Oslo, por exemplo, a capital da Noruega, tem um grave problema no que toca a carregamentos, tornou num inferno carregar os carros, dada a falta de infraestrutura e a crescente aquisição de veículos, onde um em cada três carros vendidos é elétrico.

É nesse sentido que a resposta de Musk aparece como a potencial solução. A empresa está a tentar implantar as suas ‘estações Urban Supercharger‘nas cidades para resolver estas situações. O responsável da Tesla referiu que há já um trabalho em campo por forma a negociar com os proprietários dos prédios com a intuito de adicionar opções de recarga aos edifícios.
No Twitter, Elon Musk referiu a tal intenção da expansão europeia da rede Supercharger para “100% de cobertura”, no próximo ano. Esta promessa, contudo, já não é de agora e tende a ser cada vez mais tardia dado o atraso no cumprimento da promessa. Embora a Tesla tenha a mais extensa rede de carregamento rápido de veículos elétricos do mundo, a empresa ficou atrás dos seus próprios objetivos ambiciosos. O objetivo era ter 10 000 Supercarregadores em todo o mundo até ao final do ano passado, mas chegou apenas perto de alguns milhares de unidades! Até o final de 2018, a empresa queria 18 000 Supercarregadores em todo o mundo.

 Atualmente estão em operação 11 852 Supercarregadores em 1 426 estações ao redor do planeta e, estando apenas a poucos dias do final do ano, fica claro que o objetivo volta a ficar aquém das promessas.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSupercarregadores Tesla cobrirão 100% dos mercados ativos.

Publicado no Verdesobrerodas



Por Pplware conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário