Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Super carregador da Efacec em 3 min gera autonomia para 100 km


Um posto de carregamento da marca portuguesa Efacec, ao serviço do consórcio FastCharge fixou um novo recorde ao “alimentar” um protótipo do Porsche Taycan a 400kW, energia suficiente para percorrer mais 100 km em apenas três minutos ou 300km em nove minutos.

O FastCharge liderado pela BMW, Porsche, Allegro e Siemens onde o governo alemão já investiu 7,8 milhões de euros, consegue reduzir consideravelmente o tempo de carga dos automóveis e assegura 80% da bateria em apenas 20 minutos.
Também o BMW i3 viu a sua carga subir de 10% para 80% em apenas 15 minutos, um intervalo de tempo maior uma vez que este possui um sistema elétrico incapaz de retirar todo o potencial de energia à disposição através do carregador. 

O tempo de carregamentos dos automóveis elétricos é uma das maiores dores de cabeça dos fabricantes deste tipo de fabricantes, uma vez que aliado à falta de postos de carregamento, são um dos principais entraves à aquisição deste tipo de veículos por parte dos consumidores. A solução passa por tentar fazer com que a alimentação da bateria seja mais rápida e se assemelhe à velocidade de encher um depósito de um automóvel a combustível. 

No entanto, a existência de pontos de carga cada vez mais potentes e os supercarregadores mais caros, assim como as especificidades da bateria do carro, uma vez que aquecem ao carregar e descarregar e o risco de incêndio e de explosão é um cenário possível são algumas das dificuldades que ainda é necessário ultrapassar.

Assim, os fabricantes têm de optar por limitar a potência da energia que passa do carregador para o veículo. Os carregadores nacionais fornecem 50 kW, valor que todos os veículos aceitam, os da Tesla fornecem 120 kW, e promete lançar em breve os megacharges que carregam a 250 kW ou 350 kW, e a rede europeia Ionity fornece até 350 kW. Para que os automóveis aceitem esta quantidade de energia, as baterias têm de possuir sistemas de refrigeração eficazes e uma tecnologia que consiga delimitar o aquecimento. 

Dos automóveis que já andam nas estradas, o Zoe carrega a 22kW, exceto a versão de carga rápida que atinge 50 kW e o Leaf carrega a 100 kW. Os novos Mercedes EWC e Audi e-tron vão conseguir atingir os 150kw, o Porsche Taycan é o líder e vai conseguir carregar a 350kW, o que lhe garante tempos de carregamentos mais rápidos. 

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSuper carregador da Efacec em 3 min gera autonomia para 100 km

Publicado no Verdesobrerodas



Por Sol conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário