Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Volvo fará carros elétricos e autônomos na China


Volvo e Baidu estabeleceram uma importante e estratégica colaboração visando o futuro mais imediato.
O fabricante sueco de automóveis Premium e a empresa tecnológica chinesa acordaram em desenvolver e fabricar carros elétricos autônomos na China. 

O gigante asiático está significando um verdadeiro cenário de testes para o futuro da indústria automobilística. Um futuro onde a mobilidade elétrica e automatizada será fundamental.

Segundo anunciou a Volvo, o objetivo desse acordo com a Baidu é a produção em massa desse tipo de veículos para a China. Com essa associação, ambas as empresas esperam consolidar-se como atores relevantes em mobilidade elétrica e autônoma para o país asiático. Trata-se da primeira vez que a Baidu estabelece um importante acordo com um fabricante estrangeiro do porte de uma Volvo.

Baseado no acordo de colaboração, a Baidu contribuirá à associação com sua plataforma de condução autônoma Apollo. Essa plataforma é formada por mais de 100 empresas de renome, entre as quais encontramos empresa tão relevantes como a BMW. Todas as empresas que estão na plataforma Apollo trabalham na mesma direção, ou seja, tornar possível a condução totalmente autônoma.

As previsões da indústria assinalam que com quase total probabilidade, a China se tornará o maior mercado de carros autônomos nas próximas décadas. Segundo um informe da IHS Markit, se prevê que para o ano de 2040 serão vendidos por volta de 14.5 milhões de carros autônomos na China, enquanto que o volume global alcançará os 33 milhões de automóveis autônomos.

A implementação dessa colaboração não é mais que outro passo no caminho que a Volvo se propôs para tornar-se um fornecedor global de serviços de mobilidade. Para meados da próxima década a Volvo espera gerar um terço de todas as vendas anuais de carros autônomos. As tecnologias de automatização da condução serão cruciais para o futuro da empresa sueca.

Atualmente são vários os projetos relacionados com a condução autônoma em que a Volvo está trabalhando. Desde o projeto Drive Me até os acordos firmados no momento com a Uber.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVolvo fará carros elétricos e autônomos na China

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário