Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Mercury 1949 com um motor elétrico


O Mercury Eight foi o primeiro automóvel da gama familiar produzido pela Mercury em 1939 até 1951. O primeiro Mercury do pós-guerra foi introduzido no ano modelo de 1949. O motor era um V8 com assinatura Ford. Era um clássico musculado ao estilo americano da época.

Atualmente, com o novo paradigma dos carros elétricos a conquistar o mundo, o mercado da recuperação de clássicos parece ter descoberto uma nova forma de criar novidade com o velho e de gerar entusiasmo com o restauro futurista.
Esta é uma proposta incrível, um Mercury 1949 com um motor elétrico de 298-kW a gerar 400 cavalos. De aspeto rude, enferrujado, o carro de gangsters de 1940, como era apelidado, recebe uma reformulação elétrica.

Cada vez iremos ver várias propostas de veículos icônicos eletrificados e com uma vida nova no mundo dos carros de raça. Uma das empresas que tem mostrado várias propostas é a Zelectric Motors. Esta empresa vai buscar os carros de outrora que eram os “desejados do asfalto” e transforma-os em algo verdadeiramente fabuloso. Mas neste campo há várias, como demos a conhecer aqui este incrível Mustang Sixties.

Nesta proposta que mostramos hoje foi algo diferente. A empresa de Los Angeles, a Icon, tem uma visão mais arrojada, menos polida e mais selvagem, com pormenores que fazem sentido mostrar a intervenção do tempo nos materiais.

Neste clássico americano dos anos 40, o Mercury 1949, a empresa colocou motores elétricos de última geração, mas deixou o aspeto envelhecido, maltratado pelos elementos, de forma a aumentar mais ainda o desejo pela diferença. Assim, no que toca ao motor, foi colocado um elemento de duplo motor elétrico de 298-kW e 400 cv com um conjunto de baterias capazes de fornecer uma autonomia de 322 km.

Nesta combinação de tecnologias, a empresa de soluções de veículos elétricos Stealth EV trouxe a maior modificação à transformação, isto é, trouxe o motor elétrico. Há assim um fabricado a “duas mãos”, entre a Stealth EV e a Zelectric. As duas empresas seguiram com um layout de motor duplo, livre de transmissão, que desenvolve até 400 cavalos e 637 Nm de binário. Em termos de velocidade máxima, este fantástico carro chega aos 193 km/h. Vem equipado com um módulo de bateria de 85 kWh da Tesla que fornece um alcance entre 241 e 322 km.

Os módulos de bateria foram divididos ao redor do veículo para uma melhor distribuição do peso. O carro inclui uma ficha de carga rápida CHAdeMO 125A abaixo do suporte da placa frontal. Traz ainda um adaptador Supercharger da Tesla atrás da porta de combustível para o carregamento mais rápido usando as estruturas da Tesla. 

Os motores elétricos encaixam totalmente na área de transmissão, deixando o compartimento do motor aberto para um toque extra de estilo. Foram colocados apontamentos em alumínio, bem ao estilo V8, ao redor dos controlos de bateria e dos módulos Tesla.

Foram adicionados outros motivos para que o veículo não perdesse os aspetos “vintage” mesmo recebendo tecnologia moderna com laivos de futurismo. Cada vez veremos mais transformações, provavelmente será o negócio mais lucrativo do segmento automóvel nos próximos anos e certamente teremos a hipótese de apreciar trabalhos como este, onde o clássico se mistura com a tecnologia moderna com resultados fantásticos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemMercury 1949 com um motor elétrico

Publicado no Verdesobrerodas



Por Pplware conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário