Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 10 de novembro de 2018

Mercedes mostrou os segredos do seu SUV 100% elétrico EQC


A Mercedes mostrou o seu SUV 100% elétrico EQC, num evento junto ao Time Out Market. Com um posicionamento bem definido, o modelo assinala o início de uma revolução no seio mais antigo construtor de automóveis.

O EQC é um SUV de quase 4,8 metros de comprimento, um pouco mais de 1,6 metros de altura e quase 2,5 toneladas. Mas a iluminação LED à frente e atrás, que sublinha as suas formas, fá-lo parecer maior e mais impactante, sobretudo numa noite fria ao pé do rio Tejo.

Vê-lo em circulação foi um prêmio por chegar adiantado, porque o EQC ainda não está homologado em Portugale desloca-se de caminhão para toda a parte. As centenas de metros que percorreu à minha frente, foram “à portuguesa”. 

A Mercedes-Benz está confiante de que o EQC, que tem um nível de equipamento de base muito superior e que apresenta prestações próximas da versão Mercedes-AMG GLC 43 (a partir de 91 200 euros), vai ser competitivo face a ambos os modelos. 

Em Portugal os preços deverão começar abaixo dos 70 000 euros. Quão abaixo, ninguém se compromete. Releva ainda a possibilidade de as empresas recuperarem o IVA, para além de outras vantagens no que diz respeito à tributação autônoma. Particulares e empresas poderão ainda, teoricamente, beneficiar do valor de incentivo de 2250 euros.

Este benefício é teórico, na medida em que a Mercedes-Benz Portugal começará a aceitar reservas em Abril de 2019, mas as primeiras entregas só serão feitas em outubro. Com o provável crescimento de vendas dos EV no próximo ano, o valor cabimentado no Orçamento do Estado já deverá estar esgotado por essa altura. Com todas as vantagens fiscais deduzidas, o custo inicial do EQC para as empresas poderia rondar os 50 000 euros.

O EQC vai ser lançado com um pack de baterias de 80 kWh, uma capacidade julgada adequada pelo construtor alemão para o seu primeiro SUV elétrico. A Mercedes-Benz anuncia 400 km de autonomia segundo o ciclo WLTC (450 km de acordo com o caduco NEDC). Há, no entanto, uma discrepância entre estes valores e o consumo energético anunciado de 22,2 kWh/100 km. 

(A Mercedes-Benz assume esta divergência, já que o EQC ainda não foi homologado). A este ritmo, uma autonomia de 400 km obrigaria a um pack de baterias de 88,8 kWh.  Todas as estimativas que vimos apontam para que o modelo tenha 78 kWh utilizáveis, o que, se confirmasse o consumo superior a 22 kWh/100 km, reduziria a autonomia a 350 km. Quanto à velocidade de carregamento, o EQC carrega em DC até 110 kWh. O carregador AC embarcado suporta 7,4 kWh.

Este modelo vai ser vendido na Europa, Estados Unidos e China, com algumas pequenas diferenças. Na Europa terá ficha CCS. O pack de baterias é climatizado, assegurando sempre uma temperatura de funcionamento otimizada. Os dois motores elétricos, um por eixo, têm 300 kW (402 cv) de potência combinada e 765 Nm de binário. O EQC acelera dos 0-100 km/h em 5,1 segundos e atinge 190 km/h.

Wolfgang Würth referiu também que um EV compacto chegará entre 2020 e 2022. Muito provavelmente será designado EQA. Würth parecia realmente entusiasmado com as novidades que a Mercedes-Benz irá anunciar em breve: “o EQC é o pontapé de saída de um conjunto alargado de Mercedes-Benz elétricos que vão chegar ao mercado até 2025.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemMercedes mostrou os segredos do seu SUV 100% elétrico EQC

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário