Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 11 de novembro de 2018

Lexus CT200h renovado esteticamente utiliza sistema híbrido do Prius


O Lexus CT200h assumiu-se, desde o seu lançamento, em 2011, como o primeiro compacto híbrido de luxo do mundo. O que vale agora o CT, enquanto porta de entrada na exclusivista Lexus, agora que foi alvo de uns “acertos” estilísticos que o aproximam dos restantes modelos desta marca do universo Toyota? Utilizando o sistema híbrido que a Toyota já disponibiliza no Prius, por exemplo, este compacto, que se sente mais à vontade na cidade, oferece luxo numa carroceria esteticamente agradável e um interior requintado, um bom comportamento em estrada e gastos contidos de gasolina.

O CT200h foi renovado esteticamente no ano passado, assumindo a nova linguagem estilística da marca, a saber uma frente agressiva (embora as dimensões da grelha possam não agradar a todos), novos para-choques, faróis mais esguios e grupos óticos traseiros em forma de “L”. As molduras dos faróis de nevoeiro são agora pintadas em cinza metálico e as Luzes de Condução Diurna em “seta” foram reposicionadas acima dos faróis principais.

Não se pode negar a este Lexus um ar desportivo, se bem que a marca enfatize a eficiência do modelo no que aos consumos diz respeito, relevando ser “perfeitamente adequado para a vida na cidade”.

O interior teve retoques ainda mais subtis e a Lexus apostou em materiais de qualidade superior e novos conteúdos tecnológicos, incluindo uma atenção especial à segurança.

O Motor24 conduziu a versão Executive+, que incorpora, entre outros sistemas, o Lexus Safety System +, Sistema de máximos automático, Sistema Smart Entry (sem chave) e tela multi-informações TFT de 4.2 polegadas.

O sistema híbrido, com uma potência combinada de 136 CV, continua a recorrer ao motor a gasolina de 1.8 litros de cilindrada (com 98 cavalos) e um motor elétrico (que debita 82 cavalos) que podemos encontrar noutros modelos híbridos do construtor japonês, bem como a caixa de velocidade CVT (Variação Continua). A velocidade máxima está limitada a 180 km/h e o CT200h acelera dos 0/100 km/10 em 10.3 segundos.

Onde o CT200h peca e parece datado face à concorrência, é no aspeto e organização do interior, com demasiadas teclas e botões dispersos, dispensando mesmo um monitor tátil, apesar de ter aumentado o tamanho do que encima a consola central.

Bem equipado – dispõe, além dos acima referidos, Sistema de Pré-Colisão com Detecção de pedestres; Assistência à Manutenção na Faixa de Rodagem; Sistema Automático de Máximos, Visualização dos Sinais de Trânsito e Controlo da Velocidade de Cruzeiro Adaptável – este Lexus deixou-nos sentimentos ambíguos. Algo ultrapassado nalguns aspetos (a Lexus já faz melhor noutros modelos), o CT200h sabe acolher-nos e destila um perfume de luxo a que é difícil resistir. Os preços oscilam entre os 30.500 (versão base) e os 43.300 euros da F Sport+.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemLexus CT200h renovado esteticamente utiliza sistema híbrido do Prius

Publicado no Verdesobrerodas


Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário