Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Aneel incentiva o desenvolvimento da mobilidade elétrica


A Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica abriu nesta quarta-feira, 21 de novembro de 2018, consulta pública para projetos de mobilidade não poluente ou com emissões reduzidas. O objetivo é receber propostas para a minuta de Chamada de Projeto de P&D Estratégico nº 22/2018, intitulado “Desenvolvimento de Soluções em Mobilidade Elétrica Eficiente. A minuta foi publicada no site da Aneel, por onde também as sugestões poderão ser enviadas.

Empresas ou cidadãos podem entrar no endereço eletrônico da agência e, na página principal, ir em “Participação Pública”, e depois, em “Consultas Públicas”. O aviso foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 21.

Os benefícios ambientais de veículos elétricos e sistemas de mobilidade com redes de ônibus movidos à eletricidade, com redução local dos poluentes, são conhecidos, mas ainda há questões técnicas que precisam ser aperfeiçoadas, como tempo de recarga de baterias, estruturas públicas de carregamento e infraestrutura de garagens de grandes frotas, como de ônibus e caminhões, por exemplo.

Na minuta do edital, a Aneel classifica os ônibus, caminhões, utilitários e carros elétricos como oportunidades econômicas ainda não exploradas pelo País. Se de um lado o Brasil providencia soluções de outra natureza para os problemas semelhantes aos dos outros países estudados, como a adoção dos biocombustíveis quando da crise do petróleo nos anos 70, de outro, os VEs em território brasileiro podem ser vistos por outro prisma: uma rota tecnológica e um novo setor econômico ainda não explorado, cuja liderança ainda não está totalmente consolidada; um segmento que pode contribuir com o  desenvolvimento do país em uma nova lógica de mobilidade e promover o aproveitamento dos recursos naturais e humanos disponíveis no país.”

A agência ainda na minuta diz que no mundo, a direção é para o veículo elétrico e destaca o crescimento da frota de ônibus não poluentes ou menos poluentes. “Nessa direção, percebe-se uma ampliação desse processo, que se torna multimodal, com 46.000 ônibus elétricos e 235 milhões de VEs de duas rodas implantados até 2014 pelo mundo. Os gastos totais com financiamento direcionados ao segmento de VEs também se ampliaram – somente o governo dos Estados Unidos destinou 16 milhões de dólares ao segmento entre 2008 e 2014 (IEA, 2015, in Consoni, et al., 2018).”

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemAneel incentiva o desenvolvimento da mobilidade elétrica

Publicado no Verdesobrerodas



Por Adamo Bazani conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário