Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Quer comprar um carro elétrico?


Quer comprar um carro elétrico? Os cheques para incentivar a aquisição destes veículos vão continuar a ser entregues no próximo ano, tanto a empresas como a particulares.

A medida faz parte da proposta de Orçamento do Estado para 2019 entregue pelo Governo na Assembleia da República.

“No que se refere à promoção da mobilidade elétrica, serão mantidos os incentivos em vigor, de entre os quais os incentivos fiscais para reforço do consumo de veículos elétricos por parte das empresas e o incentivo de 2.250 euros, tanto para empresas, como para particulares “, refere o documento.

Além disso, o próprio Estado vai comprar mais carros elétricos. “O Estado continuará o seu processo de liderança pelo exemplo, ao concretizar a 3.ª fase do projeto ECO.MOB, com a introdução de novos veículos elétricos nas frotas da Administração Pública, incluindo a local”, diz o documento.

Através do Fundo Ambiental, o programa de incentivo à mobilidade elétrica”, o Governo vai apoiar a “introdução de 600 veículos elétricos exclusivamente para organismos da Administração Pública, incluindo a local, para os quais os veículos sejam indispensáveis à sua atividade operacional”, remata.

Na proposta de OE, o Governo refere ainda que tendo em conta a crescente adesão dos portugueses aos automóveis elétricos, a “rede piloto de carregamento MOBI.E, 2019 será o ano da total cobertura do território nacional, prevendo-se a conclusão da segunda fase da rede piloto, com a instalação de um posto de carregamento em cada município em falta”.
 
“Será dado, ainda, início ao pagamento da energia para a mobilidade elétrica, permitindo que a futura expansão seja feita em regime de mercado, com o respectivo investimento por parte dos operadores de pontos de carregamento”, nota. Os valores a pagar vão ser conhecidos a 1 de novembro.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemQuer comprar um carro elétrico?

Publicado no Verdesobrerodas



Por ECO  conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário