Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Citroën C4 será elétrico e terá novidades


O Citroën C4 vai voltar. Segundo Linda Jackson, CEO da marca parisiense, o hatch médio está no topo dos planos da empresa para os próximos anos. Mas, ao contrário do anterior, retirado há pouco tempo na Europa e mais cedo por aqui, o C4 será elétrico. A ideia é bater de frente com o ID da Volkswagen, porém, a PSA não quer ser tão radical quanto a alemã.

A ideia é que o próximo Citroën C4 seja um carro mais “normal” com versões a gasolina ou diesel, de acordo com Jackson.
Só que provavelmente estas opções serão híbridas plug-in, dada a ênfase necessária em ter um portfólio com média de emissão muito baixa. Mas, as novidades em relação ao Novo C4 não param por aí.

Como se trata de um hatch médio, a lógica seria substituir a plataforma anterior PF2 pela EMP2, que é modular. Mas, a Citroën pretende usar a e-CMP, que é uma versão eletrificada da plataforma do DS 3 Crossback para fazer esse carro. O interessante é que, num documento da PSA que expõe os planos do grupo para essa base, há um modelo hatch de 4,26 m.

Esse é o tamanho padrão limite para a próxima geração de hatches da PSA sobre a plataforma CMP. Não se trata exatamente do tamanho máximo, mas uma medida referência, algo que ficou nítido nas dimensões apresentadas pelo DS 3 Crossback, que correspondem em parte ao plano do grupo, descrito no mesmo material.

“Nós não dissemos realmente quando o hatchback do segmento C vai surgir, mas dada a força desse segmento, dada a importância dele, claramente, isso vai ser uma prioridade para nós”, segundo Jackson. 

Sobre a CMP, Gilles Le Borgne, vice-presidente de engenharia da PSA, diz: “Temos um programa muito importante sobre o segmento C baseado no CMP, o C4 de próxima geração, por exemplo”. 

Sobre a bateria, ele explica: “Nós poderíamos acomodar até 60 kWh”. A declaração é uma resposta ao questionamento sobre algo acima do padrão de 50 kWh dessa plataforma. A autonomia ficaria na casa de 350 km, no padrão WLTP, que simula a vida real. 

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemCitroën C4 será elétrico e terá novidades
Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário