Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Bombeiros são treinados para acidentes com veículos autônomos


Desligar o carro, para que ele não fuja quando tenta partir uma janela para socorrer os acidentados, ou conseguir rebocar a viatura de um local de risco são procedimentos essenciais. Por isso, agora a Google explicou aos bombeiros como agir em acidentes com veículos autônomos

Em diversos países, incluindo Portugal, estão já a decorrer testes a veículos autônomos.
No entanto, nesta fase de testes a possibilidade de ocorrerem acidentes é mais elevada. E nos momentos em que isto ocorra vai ser preciso conhecer os procedimentos corretos para conseguir fazer o socorro das vítimas no interior. Para que isso possa acontecer, agora a Google explicou aos bombeiros como agir em acidentes com veículos autônomos.

Este documento foi lançado para os soldados da paz, mas também para serviços médicos de resposta rápida e a polícia. E o motivo foi explicado pela Waymo, pertencente à Google, através de Alexis Georgeson. Este responsável de comunicação afirmou que “parte do nosso compromisso significa trabalhar de perto com entidades de segurança pública e resposta rápida, para que eles percebam como os veículos trabalham e possam estar preparados para qualquer situação na estrada, incluindo emergências, colisões e outros cenários em que não está um funcionário da Waymo num carro autônomo.

Nestas informações, que foram apresentadas em PDF, pode ler-se desde logo que saber como desativar o sistema de condução autônoma da viatura é o mais importante. E por dois motivos. Isto permite desligar o fecho das portas. Mas também, se for preciso partir alguma janela para socorrer mais rápido um ocupante, que o veículo autônomo não vai arrancar e fugir como se estivesse a ser roubado. Depois surgem as desativações de software e sistemas elétricos, para evitar que as autoridades e serviços de emergência sofram choques elétricos e facilitar a remoção da viatura. Mas a Google fez ainda mais do que disponibilizar os seus protocolos de segurança em PDF

Para facilitar o socorro, ela criou também uma linha de telefone disponível 24H para onde os serviços de emergência e polícia podem ligar se precisarem auxílio, pois existem especialistas em condução autônoma preparados para explicar os protocolos de segurança.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBombeiros são treinados para acidentes com veículos autônomos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário