Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Baterias de zinco-ar pode ajuda mercado de veículos elétricos


Um tipo de bateria que pode deixar carros e ônibus elétricos mais baratos, que recarrega mais rapidamente e cujo descarte tem menos impactos ao meio ambiente. 

Estas são algumas das promessas da empresa NantEnergy com as baterias que usam zinco e oxigênio, chamadas de zinco-ar.

A empresa do empreendedor da área de biotecnologia, Patrick Soon-Shiong diz que o custo do armazenamento de energia com este tipo de bateria é de em torno de US$ 100 o quilowatt-hora. Ao jornal norte-americano, The New York Times, o diretor do Centro de Energia Limpa da Universidade do Sul da Flórida, Yogi Goswami, disse que nas baterias de íons de lítio, as mais usadas em carros e ônibus elétricos, o custo de armazenamento pode variar entre US$ 250 e US$ 400.

O proprietário da empresa disse ao periódico que já foi desenvolvido para testes um protótipo de rádio móvel com este tipo de bateria, cuja densidade é grande, e que pensa na utilização em scooters, carros, ônibus e trens a partir de 2020. A abundância do zinco em relação ao lítio é uma das explicações para o custo do armazenamento ser menor.

Segundo o professor de química da Universidade do Sul da Califórnia, Sri R. Narayan, ao The New York Times, as reservas de zinco são 20 vezes mais abundantes que de lítio. Áustria e China juntas têm quase metade das reservas mundiais hoje conhecidas. Os EUA têm em torno de 5% do mineral e reponde por 7% da produção. Mesmo assim, segundo o professor, as jazidas atuais são limitadas e conseguiram atender à demanda por apenas 25 anos.

Dado o atual volume de produção do zinco, as reservas deste mineral durarão cerca de 25 anos … Portanto, considerando as reservas disponíveis, não sabemos se teremos zinco suficiente para fazer frente à enorme necessidade que resultará da demanda de baterias em escala de grade”.

VANTAGENS E DESVANTAGENS PARA A SAÚDE:
  • De uma maneira geral, as baterias de zinco-ar podem trazer algumas vantagens para a saúde.
  • Diferentemente das baterias de lítio, não são inflamáveis e, de acordo com a revista especializada MIT Technology é possível descartar as baterias de zinco-ar com quase nenhum risco à natureza, o que ocorre com o lítio. A exposição prolongada ao lítio pode causar fluidos nos pulmões.
  • Entretanto, a publicação aponta riscos também com a mineração e processamento do zinco.
  • Isso porque o minério é formado de sulfeto de zinco, produzido, geralmente, junto com chumbo, cádmio e níquel.
  • A produção das baterias de zinco-ar pode gerar problemas devido à emissão de vapor de cádmio e dióxido de enxofre.
As indústrias e universidades, em especial nos países desenvolvidos, têm buscado formas de deixar as baterias cada vez mais eficientes, baratas e reduzir a agressão delas ao meio ambiente. Um dos estudos, por exemplo, pretende substituir o cobalto nas baterias, que apesar de ter a capacidade de dar estabilidade aos materiais componentes da bateria, o que permite carregar e descarregar o veículo por muitos anos, é caro e suscetível a superaquecimento.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBaterias de zinco-ar pode ajuda mercado de veículos elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por Adamo Bazani conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário