Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

VEs começarão a pagar pelos carregamentos em 1/11/2018



Governo quer um carregador rápido por cada 80 veículos e 1 carregador normal por cada 15 automóveis sem emissões.

Os donos de carros elétricos vão começar a pagar pelos carregamentos a partir de 1 de novembro. Após duas tentativas, os operadores destes postos vão começar a receber pela sua utilização, anunciou na sexta-feira o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, durante a Lisbon Mobi Summit.
Para já, apenas será cobrada a utilização dos pontos de carregamento rápido – que garantem 80% das baterias em meia hora; o pagamento nos restantes pontos de carga deverá iniciar-se ao longo do próximo ano. 

“Vamos arrancar com os pagamentos dos carros elétricos na rede a partir de 1 de novembro. Teremos em meados de outubro um acordo com os operadores de pontos de carregamento”, anunciou José Mendes. O mesmo governante recordou que até agora só os operadores de postos de carregamento têm pago a energia consumida; este serviço “tem sido gratuito para o consumidor”. Os operadores de postos de carregamento têm reportado prejuízos devido ao duplo atraso no início da cobrança do carregamento – deveria ter iniciado a 1 de julho e 1 de outubro deste ano.

EDP e Prio são duas dessas operadoras, que irão apresentar nas próximas semanas os preços que serão cobrados aos consumidores. “A EDP espera que o mercado nacional seja capaz de seguir as tendências internacionais, dando oportunidade aos operadores para desenvolverem a sua oferta e, assim, darem resposta a uma necessidade crescente dos consumidores.”, refere fonte oficial da elétrica liderada por Antônio Mexia ao Dinheiro Vivo. A Prio espera que “a partir de agora haja condições para que os operadores tenham um mercado e, assim, possam decidir que tipo de estratégia e investimentos deverão fazer daqui para a frente”.


VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemVEs começarão a pagar pelos carregamentos em 1/11/2018

Publicado no Verdesobrerodas



Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário