Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Novo Defender da Jaguar Land Rover deve ter vesão 100% elétrica


A Jaguar Land Rover (JLR) aproveitou a apresentação para os investidores da companhia e revelou os novos planos que vão até 2024. As principais novidades são uma nova plataforma modular, e três novos modelos.

Os slides da apresentação mostravam a confirmação da chegada da nova geração do Defender, o carro off-road mais bruto que a companhia já teve.
O Defender chegará às ruas entre 2020 e 2021, seguido de um dos outros modelos. O terceiro produto vem entre 2022 e 2024.

Além disso, a Jaguar Land Rover mostrou também duas novas plataformas da companhia. A Arquitetura 

A PTA será para os modelos menores e compactos e irá estrear antes, na nova geração do Evoque. É a base dos veículos que terão apenas motores quatro cilindros transversais. Ela também permitirá o uso de tecnologias híbridas e trens de forças plug-in com o pacote de baterias sob o assoalho.

Já a plataforma MLA será lançada em 2020 e a expectativa é que faça a estreia com o novo Defender. Além de acomodar opções de trem de força convencionais e híbridos, deve ter capacidade de usar sistemas 100% elétricos. Por ser destinada a motores longitudinais, poderá lidar com motores V8, que hoje é o maior utilizado pela linha Jaguar Land Rover.

A proposta de ter versões híbridas ou elétricas para as duas plataformas é parte da estratégia futura da companhia. O grupo britânico quer 20% de suas vendas sejam de carros “verdes” até 2020.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemNovo Defender da Jaguar Land Rover deve ter vesão 100% elétrica

Publicado no Verdesobrerodas



Por Jornal do Carro Estadão conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário