Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Elétrico Leaf da Nissan faz viagem da Polônia ao Japão


Após conduzir mais de 16.000 km, o explorador polar Marek Kaminski chegou ao Japão ao volante do veículo elétrico mais vendido do mundo, o Nissan LEAF, três meses depois de ter iniciado a jornada na Polônia.

O conceito "sem pegada de carbono" deu mote à #NoTraceExpedition cujo objetivo último era demonstrar a viabilidade das viagens de zero emissões com um automóvel 100% elétrico, servindo de exemplo para os exploradores que pretendem visitar os cantos mais longínquos do mundo sem prejudicar o Ambiente.

Esta viagem amiga do ambiente de Marek levou-o desde Zakopane, na Polônia, através de oito países, por dois continentes e por uma variedade de condições de condução, passando pela Lituânia, Bielorrússia, Rússia, Mongólia, China e Coreia do Sul até à meta em Tóquio. Ao longo da viagem, foram feitos um total de 53 carregamentos das baterias, que asseguraram uma autonomia m+edia de 250 km cada. A distância mais longa percorrida por dia foi de 493km.

Apesar de Marek poder afirmar ter sido o primeiro homem a caminhar até aos polos Norte e Sul no mesmo ano, a sua expedição num automóvel elétrico será certamente também memorável. Os desvios por trilhos de terra na Mongólia e algumas soluções de carregamento criativas na Rússia são apenas alguns dos destaques notáveis entre as aventuras de Marek.

“Para mim, esta viagem não é só sobre chegar ao meu destino, mas também é sobre realizar uma mudança simples e genial para ser mais sustentável. Quer seja nas florestas da Rússia, em trilhos de terra na Mongólia ou nas movimentadas ruas de Tóquio, o LEAF tem sido sempre um parceiro fiável”, confessa o aventureiro. “O automóvel e as suas características como o ProPILOT foram notavelmente demonstradas em condições de condução exigentes, e mesmo em áreas remotas com poucas infraestruturas mantivemos o LEAF carregado e em movimento”, adianta.

Inabalado pelos primeiros 16.000 km, Marek vai, agora, retomar o volante e completar a viagem de retorno desde Tóquio até à Polônia, no mesmo Nissan LEAF.

O novo Nissan LEAF 100% elétrico é alimentado por uma nova bateria de 40kWh, que lhe garante uma autonomia de ciclo de condução de 270 quilômetros segundo a nova norma europeia de emissões e economia WLTP. O Nissan LEAF não produz gases de escape e providencia uma variedade de características tecnológicas que incluem os sistemas de condução semiautônoma Nissan e-Pedal e ProPILOT, para simplificar as viagens.

O Nissan LEAF é o automóvel elétrico de maior sucesso no mundo, tendo superado as 340 mil unidades vendidas desde que o modelo de primeira geração foi lançado, em 2010. Com mais de 41 mil unidades vendidas na Europa, desde a sua chegada ao mercado, em outubro de 2017, soma já 41 mil unidades vendidas na Europa.

A “Expedição Sem Pegada” (No Trace Expedition) é um projeto de exploração concebido para proteger o ambiente enquanto se viaja, centrado no desenvolvimento sustentável de novas tecnologias e de uma abordagem minimalista em relação às viagens e consumos. 

Excluindo os 3.000 km conduzidos no Japão, o explorador polar Marek Kaminski registou os seguintes dados na sua viagem de 13.000 km desde a Polônia até ao Japão ao volante do Nissan LEAF 100% elétrico.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemElétrico Leaf da Nissan faz viagem da Polônia ao Japão

Publicado no Verdesobrerodas



Por automonitor conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário