Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 8 de setembro de 2018

BMW presenta SUV híbrido

Cansa dizer o nome do novo modelo híbrido da gama X5 que a BMW acaba de revelar. Três meses volvidos da apresentação da nova geração X5, a casa bávara oferece, já, a variante híbrida do SUV de topo da BMW. Pelo menos até aparecer o X7. Que está ai a estourar.

Não vale a pena correr até ao concessionário BMW mais próximo pois o X5 xDrive45e i Performance (ufa!) só estará à venda no próximo ano. 

Mas ficar a saber todos os pormenores do carro, já é possível. Por exemplo, fique a saber que o carro tem montado o bloco de seis cilindros em linha (a BMW nunca fez um V6, convirá lembrar os mais distraídos) com 3.0 litros TwinPower Turbo com 286 CV, acoplado a um motor elétrico com 112 CV. Ou seja, a potência conjunta dos dois motores chega aos 394 CV (não se percebe esta coisa moderna de não acertar em números redondos…) e 600 Nm de binário.

Graças a esta melhoria em termos de potência e binário, o novo X5 híbrido chega dos 0-100 km/h em meros 5,6 segundos com uma velocidade máxima de 235 km/h. Se usar o modo EV puramente elétrico, o X5 fica limitado aos 140 km/h (mais 20 km/h que anteriormente). 

Tudo isto permite que a BMW tenha homologado o X5 xDrive45e iPerformance com um consumo médio de 2,2 l/100 km e emissões de CO2 de apenas 49 gr/km. E para que possa sentir que o X5 o ajuda em cidade com o modo elétrico, esta versão consegue uma autonomia de 80 km, graças a uma bateria de iões de lítio cuja capacidade não foi divulgada. O carro tem caixa automática de oito velocidades, tração integral e suspensões pneumáticas e amortecedores controlados eletronicamente.

Pouca coisa diferencia este X5 xDrive45e i Performance de um X5 xDrive 40d, exceção feita á portinhola que dá acesso às tomadas para recarregamento e uma grelha dianteira debruada a azul. Junta-se a isso os logótipos que identificam o carro como um híbrido. 

Já no interior, o volante é diferente e as placas eDrive explicam tudo. A bagageira é mais pequena 150 litros que a de um X5 “normal”, devido ao pacote de baterias de iões de lítio que não cabem em mais nenhum lado. Assim, com os bancos na sua posição, a mala tem 500 litros de capacidade, com os bancos rebatidos, 1716 litros. Cifras respeitáveis ainda assim.

Como sucede com o BMW X2 M35i, o X5 xDrive45e i Performance só estará à venda na Europa e, naturalmente, em Portugal a partir do próximo ano.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBMW presenta SUV híbrido

Publicado no Verdesobrerodas



Por Auto+ conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário