Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Todos os modelos Opel terão uma versão eletrificada até 2024


O Opel GT X Experimental não é simplesmente mais um concept — hoje em dia, no geral, não são mais que show cars, ou seja, modelos de produção “carregados de maquilhagem”.

O GT X é, por outro lado, um manifesto sobre o futuro da marca, um concentrado de soluções visuais e tecnológicas que guiarão os futuros Opel, e que também marca o início de uma “nova” Opel, agora integrada no Groupe PSA, o grupo automóvel francês que detém a Peugeot, Citroën e DS.

Mesmo adotando a tipologia “da moda”, um SUV ou crossover compacto — apenas 4,06 m de comprimento —, o GT X não antevê nenhum modelo de produção direto, mas dá fortes pistas sobre o que esperar dos futuros Opel. E claro está, o mais óbvio é a nova identidade visual.

O estilo revela-se mais depurado do que nos Opel atuais, com os designers a terem libertado a carroçaria do excesso de linhas, arestas, e vincos que marcam o design automóvel de hoje, deixando as superfícies respirar e “falar” — uma limpeza que os designers da marca apelidaram de “visual detox” ou desintoxicação visual. Assim, as superfícies são mais fluídas e cheias, mas ao mesmo tempo estruturadas. Também se nota o esforço concentrado em reduzir as linhas de “corte” que separam os vários painéis, contribuindo para o look limpo.

Já aqui reportámos sobre os elementos mais fortes da identidade da marca, o Opel Compass (bússola), que estrutura e organiza os elementos na dianteira, ao longo de dois eixos — vertical e horizontal —; e o Opel Vizor (viseira), efetivamente, a nova face da marca, onde passa a estar integrado num módulo único — um painel em Plexiglas escurecido —, as luzes diurnas, as óticas LED, o emblema, e também as câmaras e sensores dos sistemas de assistência à condução.

Se o Opel GT X Experimental, como manifesto, antecipa o que esperar dos futuros modelos da marca, a eletrificação teria de estar presente — no plano PACE!, todos os modelos Opel terão uma versão eletrificada até 2024. O primeiro modelo 100% da marca está já ao “virar da esquina”, e o GT X teria de ser, claro, elétrico. O GT X é um concept funcional, que integra um conjunto de baterias de iões de lítio de 50 kWh, com possibilidade de carregamento via indução.

Como já deu para perceber pela presença do volante, o Opel GT X Experimental não é autónomo, nem o pretende ser, apesar de permitir o nível 3 de condução autónoma.
(…) O foco numa identidade bem vincada pelos nossos valores — uma marca alemã, acessível e emocionante — desempenha um papel crucial no nosso regresso ao sucesso sustentado. (…) O GT X Experimental dá uma ideia clara de como nós, na Opel, vemos a mobilidade do futuro.

 VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemTodos os modelos Opel terão uma versão eletrificada até 2024

Publicado no Verdesobrerodas



Por Razão Automóvel conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário