Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Ônibus 100% elétrico da BYD tem autonomia de 300 quilômetros


O D9-A, ônibus 100% elétrico com piso alto, é um dos destaques da fabricante chinesa BYD na Lat.Bus – Transpúblico 2018, que ocorre na zona Sul de São Paulo.

Um dos principais diferenciais do modelo em relação ao similar de piso baixo é que, além de poder fazer linhas em vias comuns que exigem mais robustez do veículo, é indicado para sistemas de BRT – Bus Rapid Transit com embarque e desembarque por meio de plataformas na mesma altura do assoalho do veículo.

O conjunto de baterias fica abaixo do assoalho na versão de piso alto, isso permite com que haja maior espaço interno em relação ao modelo com piso baixo que tem parte das baterias na área traseira e no teto. Os motores acoplados às rodas têm uma potência de 150 kW, que nos dois eixos somam 300 kW.

De acordo com o vice-presidente sênior de vendas de ônibus da BYD, Wilson Pereira, esta potência é bem significativa para um veículo urbano, mas o custo operacional é baixo.

“Para se ter uma ideia, se formos fazer uma comparação, esta potência equivale a 420 cavalos de um ônibus a combustão, o que garante elevado desempenho operacional. Em rampas, por exemplo, os resultados são muito bons”. – garante.

O tempo de recarga completa na garagem é de aproximadamente quatro horas e, em média, dependendo das condições operacionais, a autonomia das baterias é de em torno de 300 quilômetros. O executivo ainda falou que a marca hoje tem oferecido o que chamou de “solução completa” na mobilidade elétrica por ônibus.

A BYD também disponibiliza o ponto de recarga para cada ônibus e um pacote de aquisição de energia com custo prefixado que, diz Wilson Pereira, tem o kWh mais barato que para consumidores residenciais e até industriais.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemÔnibus 100% elétrico da BYD tem autonomia de 300 quilômetros
Publicado no Verdesobrerodas



Por Adamo Bazani conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário