Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 3 de julho de 2018

Tesla em ritmo acelerado de produção do Model 3


Para provar ao mercado que a Tesla é capaz de fabricar o sedã elétrico Model 3 em massa, o diretor-executivo e fundador da companhia Elon Musk determinou uma meta a seus funcionários: produzir 5 mil unidades de modelo por semana, até o fim do segundo trimestre, neste sábado. Segundo dois funcionários ouvidos pela agência de notícias Reuters, a montadora perdeu esse prazo. Por questão de horas.

De acordo com as fontes, que falaram em condição de anonimato, o último Model 3 saiu da linha de montagem da fábrica da marca em Fremont, na Califórnia, por volta das 5h deste domingo, estourando o limite de 0h imposto por Musk. A Tesla foi procurada pela agência, mas não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. Não está claro se a marca manterá o ritmo acelerado de produção e nem como o atraso de algumas horas será avaliado internamente. Funcionários relataram à Reuters que o clima após a conclusão da jornada era de “celebração em massa”.

O Model 3 foi revelado em 2016 e sua produção tem sido marcada por dificuldades, incluindo problemas relacionados à confiança excessiva em automação na linha de produção, falhas nas baterias e outros gargalos. Conforme o fim do segundo trimestre se aproximava, Musk pressionou funcionários, criou uma nova linha de produção em uma tenda gigantesca fora da fábrica principal e ventilou que a Tesla poderia alcançar sua meta.

O executivo chegou a tuitar filas de autopeças e robôs nos últimos dias do trimestre.
A empresa está gastando muito para produzir o sedã. Em maio, divulgou prejuízo recorde de US$ 709,6 milhões no primeiro trimestre. Atrasos na entrega do modelo podem comprometer o objetivo da Tesla em ser a primeira a entregar ao setor um veículo elétrico, com alta autonomia por um preço considerado mais adequado para o consumidor médio. 

O Model 3 parte dos US$ 35 mil, menos da metade do valor cobrado pelo luxuoso Model S, o primeiro lançado pela empresa, que não sai por menos de US$ 74 mil. — Foi bem agitado — disse um dos funcionários, que descreveu que o clima na unidade era de “todos ao trabalho”.

A Tesla deve divulgar seus números do trimestre no fim desta semana. Investidores devem ficar de olho para saber se a empresa pode manter esse ritmo de produção. A empresa costuma adotar esquemas de produção rápida em determinados períodos, entregando unidades o mais rápido possível, para estimar quanto pode fabricar em períodos mais longos. 

Em março, o analista Brian Johnson, do Barclays, recomendou que investidores ficassem cautelosos, destacando que números de períodos de produção acelerada poderiam não ser sustentáveis. Em maio, a empresa anunciou que as reservas para o Model 3 já chegavam a 450 mil no fim do primeiro trimestre.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemTesla em ritmo acelerado de produção do Model 3

Publicado no Verdesobrerodas



Por Jornal O Globo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário