Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 17 de julho de 2018

Carro elétrico puro e apresentado como resultado de pesquisa


Em época de preços altos da gasolina, etanol e diesel, novas tecnologias para a fabricação de veículos surgem como apostas de economia. 

Estudantes de uma universidade de Sorocaba (SP) criaram um protótipo de carro elétrico que, quando chegar ao mercado, pode ser muito mais econômico e sustentável. 

O carro esportivo totalmente elétrico é resultado de uma pesquisa que começou há seis anos. Atualmente, a fabricação de uma unidade custa R$ 350 mil. O carro, que já ficou em segundo lugar em uma competição nacional, utiliza bateria de lítio ao invés da bateria de chumbo, e continua em constante desenvolvimento. Rodar 60 quilômetros com um veículo abastecido com gasolina tem custo médio de quase R$ 30. O mesmo trajeto com um carro elétrico custa, em média, cerca de 
R$ 7. 

O protótipo esportivo atinge quase 100 km/h em menos de cinco segundos. E o toque do motor, que é a força de arranque, equivale ao de um carro 1.6. Com a bateria totalmente carregada, o veículo roda quase uma hora em potência máxima. A recarga é feita em uma tomada comum.“A gente já fez testes em que o carro conseguiu andar quatro horas em uma potência de 20%”, contou o engenheiro eletricista, André Barros. 

A pesquisa usada na fabricação do protótipo de carro esportivo também pode ser aplicada na conversão de veículos comerciais. Os pesquisadores acreditam que, para converter um carro convencional, o custo seja de R$ 70 mil. 

O valor leva em conta a mão de obra, peças e regulamentação da mudança, e a estimativa pode variar de acordo com cada tipo de veículo.“Passamos por uma dificuldade grande na greve dos caminhoneiros e vimos como somos dependentes de combustível fóssil. Não aconteceria isso na parte elétrica, por exemplo. Você pode ter geração própria e a matriz energética do Brasil está aumentando, isso vai melhorar o desenvolvimento dos novos carros elétricos”, finalizou o professor orientador Paulo Santos.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemCarro elétrico puro e apresentado como resultado de pesquisa

Publicado no Verdesobrerodas



Por g1 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário