Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sábado, 30 de junho de 2018

Caminhões elétricos da Renault começam a entrar em produção


Enquanto a Tesla promete que um dia vai começar a entregar o seu caminhão elétrico a clientes, as marcas que já produziam veículos pesados já estão a eletrificar a sua gama. Neste caso, a Renault Trucks já tem uma gama de comerciais ligeiros e caminhões elétricos pronta a entrar em produção. Embora a Renault Trucks já não pertença à Renault (a sua proprietária atual é a Volvo Trucks, que também não tem nada a ver com os carros da Volvo), também vai ter direito a usar a nomenclatura Z.E. nos seus novos veículos.

Com estreia marcada para 2019, a gama elétrica da Renault Trucks vai ser composta por três modelos, começando com a VAN Master Z.E., seguindo-se novas versões do caminhão Série D e do Série D Wide, ambos usados como veículos de transporte de mercadorias. Os dois Série D diferenciam-se pelo peso bruto, de 16 e 26 toneladas, respetivamente.

Ambos podem ver a sua bateria recarregada em uma a duas horas, graças ao carregador de 150 kW. Com um carregador normal, o tempo máximo de carregamento é de 12 horas.

A Master Z.E. tem um peso bruto máximo de 3100 kg, e utilizar uma bateria de 33 kWh, suficiente para operar um motor elétrico de 57 kW (77 cv) e oferecendo uma autonomia entre 120 e 200 km, suficiente para uso citadino. Passando para os caminhões elétricos, o Série D está disponível em duas variantes, com distância entre eixos de 4,4 ou 5,3 metros. 

Também pode escolher entre uma bateria de 200 ou 300 kWh, fornecendo potência a um motor de 185 kW (252 cv) até uma distância máxima de 300 km. A versão D Wide tem que ser combinada com um atrelado. A bateria de 200 kWh dá energia dois motores com uma potência combinada de 370 kW (503 cv), com uma autonomia de 200 cv.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemCaminhões elétricos da Renault começam a entrar em produção
Publicado no Verdesobrerodas


Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário