Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Subaru XV elétrificado quer ampliar as vendas nos EUA


O Subaru XV, chamado Crosstrek no mercado americano, se torna o primeiro modelo da marca japonesa com propulsão híbrida plug-in, onde é possível recarregar as baterias de lítio. Com o crossover, o fabricante nipônico quer ampliar as vendas nos EUA, onde o modelo é o terceiro mais vendido.

Chamado Subaru Crosstrek PHEV, o crossover híbrido tem baterias de lítio de 8,8 kWh, que permite ao modelo rodar em torno de 35 km no modo elétrico, poupando assim o motor boxer 2.0 que o equipa. Com transmissão Lineartronic CVT e tração integral S-AWD, o modelo não teve seus números de consumo revelados, pois a marca espera que isso seja feito pela EPA, que apenas garantiu a autonomia revelada.

Com chegada ao mercado americano apenas no final do ano, o Subaru Crosstrek PHEV é um novo concorrente para outros crossovers asiáticos no mercado americano, podendo ter preço na casa dos US$ 30 mil ou pouco acima disso. Na faixa entre US$ 28 mil e US$ 35 mil, existem o Kia Niro PHEV com alcance de 42 km e que sai por US$ 28.840, bem como o Mitsubishi Outlander PHEV com os mesmos 35 km de autonomia no modo EV, mas custando US$ 35.915.

A promessa da Subaru é lançar o Crosstrek PHEV, mas aqui no Brasil, onde a marca é representada pela CAOA, ainda não se sabe se chegará. Com a mudança na política de tributação dos carros elétricos e híbridos, esperada para o Rota 2030, o IPI de 7% e a redução no imposto de importação para 2% (nesse caso), poderia facilitar a chegada do modelo, visto que existe poucas opções por aqui. Dos rivais nos EUA, apenas o Outlander PHEV foi vendido aqui.

Alternativa aos elétricos, o híbrido plug-in ainda é defendido por muitas marcas como um complemento ou produto de transição para os carros puramente movidos por energia. Algumas marcas, especialmente europeias, estão apostando na eficiência energética desse tipo de propulsão para manter os motores diesel por mais tempo, o que ajudaria a sustentar a indústria do continente, altamente dependente do óleo combustível.

Nos EUA, a força do plug-in hybrid já não é tão for, pois os grandes fabricantes querem passar diretamente para o carro elétrico, seguindo o sucesso da Tesla, que foca totalmente nisso. No Japão, só agora as marcas locais estão se unindo para sustentar uma indústria automobilística voltada para o carro elétrico, enquanto a China só quer isso para o futuro. Por aqui, o híbrido comum (sem recarga externa), deve ser prioridade por falta de infraestrutura.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSubaru XV elétrificado quer ampliar as vendas nos EUA

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário