Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

São Paulo poderá ter carro voador em 2023


É em um veículo que decola, voa e pousa como um helicóptero, que se assemelha a um grande drone – ou um pequeno avião – e que conta com toda a tecnologia de um veículo elétrico que repousa o sonho de um carro voador.

Contando com apoio de gigantes como a Nasa, agência espacial norte-americana, e a Embraer, uma das maiores fabricantes de aviões do mundo, a iniciativa foi apresentada pela Uber no ano passado e ganhou asas nesta terça-feira (8), em Los Angeles, nos Estados Unidos.

A intenção da empresa de tecnologia é fazer os primeiros voos de demonstração em 2020, e tornar o projeto, chamado Elevate, disponível comercialmente em algumas cidades em 2023. O plano é ambicioso: desenvolver a tecnologia necessária, que ainda não foi apresentada ao público; conseguir as autorizações exigidas para operar no ar, depois de anos em que as disputas para o aplicativo funcionar em terra sequer chegaram ao fim; e tornar tudo acessível o suficiente para que o carro voador não seja algo tão financeiramente restritivo quanto um voo de helicóptero.

Nos perguntamos: por que não? O que ainda falta para que consigamos desenvolver um carro voador? E descobrimos que falta muito pouco. Em breve, viagens que demoram horas por terra vão levar apenas minutos no ar. E isso será acessível para todos — promete Jeff Holden, diretor de produto da Uber, na abertura da conferência Uber Elevate em Los Angeles.

A escolha por Los Angeles não foi por acaso: a cidade tem congestionamentos diários em um tráfego considerado um dos piores dos Estados Unidos e do mundo. É em locais como Los Angeles, Dallas (Texas, também nos EUA), ou talvez em Bombaim (Índia) e São Paulo que o carro voador deve começar a operar – pelos planos da Uber, dentro de apenas cinco anos. É hora de transformar radicalmente as cidades, o mundo. É hora de tornar possível o sonho de carros voadores — diz Nikhil Goel, responsável pela aviação na empresa.

Totalmente elétrico, o carro voador apresentado – por enquanto, apenas em imagens e simulações, não há definição de protótipo – pela Uber tem autonomia de quase 100 quilômetros por carga, que poderá ser feita, estima a empresa, em apenas cinco minutos. 

Além do piloto, quatro passageiros poderão andar no veículo. Mas a intenção é, com o tempo, fazer com que o Elevate seja também autônomo: um carro voador, sem piloto, disponível ao apertar de um botão. A gigante da tecnologia, que realiza 50 milhões de viagens por dia no chão, garante que esse não é um sonho impossível. 

A proposta de carro voador da Uber:
— Velocidade de cruzeiro: 240 km/h a 320 kkm/h
— Altitude de cruzeiro: de 300 a 600 metros
— Veículo 100% elétrico
— Vida útil da bateria: cerca de 96 quilômetros por carga
— Recarga feita em cerca de cinco minutos
— No começo, os veículos serão pilotados, mas o objetivo é torna-los autônomos
— A cabine tem espaço para quatro passageiros, com espaço para bagagem



VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSão Paulo poderá ter carro voador em 2023

Publicado no Verdesobrerodas



Por Zero Hora conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário