Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Portugal será referência mundial em energias renováveis


A Cepsa apresentou em Lisboa o estudo Cepsa Energy Outlook 2030, onde analisa as tendências e os modelos socioeconômicos mundiais para explicar como será o mapa energético do futuro.

Portugal será referência mundial graças à sua localização geoestratégica, à adoção e produção de energias renováveis e às suas infraestruturas de produção e armazenamento de derivados de petróleo.

O estudo mostra que os produtos de petróleo continuarão a liderar o mix energético português no futuro, com o petróleo a ser responsável por quase metade do consumo energético em 2030. Contudo, as energias renováveis como o gás natural e a biomassa continuarão a crescer, em detrimento de combustíveis fósseis como o carvão.

Em 2030, Portugal irá obter 65% do mix de geração de eletricidade a partir de fontes renováveis, especialmente eólica e solar, embora os derivados de petróleo continuem a ser dominantes.

Sobre o futuro dos transportes, a tendência será haver uma diminuição de 2,1 milhões de toneladas de combustível para uso rodoviário, como consequência da maior eficiência dos novos veículos e do aumento da venda de carros elétricos. «Os veículos pesados, como caminhões e ônibus, manterão uma procura mais ou menos constante devido ao aumento da sua atividade e melhorias de eficiência mais modestas», refere o estudo.

Irá verificar-se um crescimento moderado de automóveis elétricos, com uma quota de vendas de 15% do total. Os híbridos serão mais competitivos e econômicos e tornar-se-ão na opção preferida para cumprir com os objetivos de emissões da Europa, atingindo 35% do total. Logo, espera-se que no ano 2030 metade dos novos veículos tenham algum tipo de eletrificação.

Do ponto de vista energético, a Cepsa agrupou as regiões do mundo em três categorias (Reguladores, Energiz ers e Consumidores), considerando fatores como a regulação, produção e consumo de energia. O comportamento de cada divisão terá uma influência determinante no mapa energético de 2030.

Os Reguladores são os países da OCDE (exceto o México) expostos a um mercado regulado de energia e que preveem uma queda na procura, os energiz ers são os líderes na exportação de recursos energéticos (petróleo e gás), entre os quais se destacam a América Latina, a África, o Médio Oriente e as ex-repúblicas soviéticas. Por último, os consumidores são todos os países da Ásia, dado o elevado consumo de energia que terão no futuro.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemPortugal será referência mundial em energias renováveis

Publicado no Verdesobrerodas



Por LOGISTICA MODERNA conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário