Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Modelo da nanoFlowcell já rodou 150.000 km


A ideia de usar água como combustível é antiga, mas não é fácil de transportar para a prática. Neste momento, apenas um construtor está a testar um carro do gênero, a nanoFlowcell, uma marca experimental que acabou de completar 150 mil quilômetros em testes de estrada com o seu modelo mais recente, o citadino Quantino.

O sistema da nanoFlowcell funciona como uma célula de combustível, mas usa água salgada ionizada em vez de hidrogênio. Neste caso, o líquido com iões positivos fica separado do líquido com iões negativos. 

Quando ambos passam por uma membrana, os iões interagem, gerando energia elétrica que é usada para mover o automóvel. O resultado final é água, tal como numa célula de combustível de hidrogênio, permitindo ao automóvel funcionar com emissões zero e reabastecimento rápido.

Desde 2014 que a empresa alemã tem vindo a desenvolver protótipos, como o desportivo e-Sportlimousine, o crossover Quant F e o compacto Quantino. Estes têm sido testados em estrada, com o Quantino a mostrar a validade do conceito. Depois de ter completado 100 mil quilômetros em agosto do ano passado, o carro alemão atingiu agora os 150 mil quilômetros em meio ao tráfego. Durante os testes, conseguiu percorrer 1000 quilômetros durante 8 horas e 21 minutos, sem necessitar de reabastecimento.

O Quantino tem espaço para quatro pessoas no interior, com um motor de 80 kW (109 cv) para um peso de 1421 kg, o que não o impede de ultrapassar os 100 km/h em apenas cinco segundos. A nanoFlowcell quer começar a produzir este automóvel em série a médio prazo.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemModelo da nanoFlowcell já rodou 150.000 km

Publicado no Verdesobrerodas



Por Motor 24 conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário