Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

J-Pace eletrificado é a aposta da Jaguar para mercado de luxo


A Jaguar já tem dois SUV e mais o crossover elétrico I-Pace. Com as vendas de E-Pace e F-Pace dominando o cenário, a marca inglesa agora pensa em um SUV ainda maior, querendo pegar exatamente uma das referências do mercado de luxo, o Porsche Cayenne. 

Para isso, a receita é ter um J-Pace, um topo de linha para poder rivalizar com o alemão. O projeto já está em execução e será apresentado oficialmente em 2021. 

Como até lá a marca não apresentará um conceito que revele as formas e propostas do modelo, a saída é dar dicas de como ele será. O nome J-Pace já foi registrado e o design é liderado por Ian Callum, o designer-chefe da marca. A proposta será bem diferente daquela do Range Rover, mas a plataforma deste deve ser utilizada para compor o novo SUV da Jaguar.

Ele será voltado para a estrada, a fim de não bater de frente com a Land Rover. De porte maior que o F-Pace, o J-Pace deve apostar também na esportividade como base para seu estilo, mas não necessariamente deverá ter sete lugares. O foco será oferecer mais luxo e sofisticação que o irmão menor, mas com performance equivalente. Nesse aspecto, a SVO deve trata-lo com o V8 5.0 de 550 ou 575 cavalos, além de tração integral e câmbio de oito marchas.

A receita já é conhecida e deve ser composta também com um ingrediente importante, a hibridização. A Jaguar Land Rover já anunciou que, a partir de 2020, todos os modelos teriam versões eletrificadas, o que não significa que sejam elétricos puros. Nesse aspecto, o J-Pace deve oferecer algo equivalente ao Cayenne S E-Hybrid. Mas, na outra ponta, o motor Ingenium 3.0 de seis cilindros em linha deve chegar com sistema elétrico de 48 volts e micro-híbrido para manter as emissões adequadas.

Mais longo, baixo e largo que o Range Rover, o Jaguar J-Pace deve suprir a ausência futuro do atual XJ, que será substituído por uma nova proposta de sedã, que comenta-se ser totalmente elétrico, como o I-Pace. Seria um carro mais de imagem, deixando mesmo o volume maior para o SUV. Com olhos na China, o J-Pace deve conquistar muitos consumidores por lá. Mesmo sendo mais caro, o SUV deverá ter vendas maiores que o I-Pace, que se estima girar entre 10.000 e 15.000 unidades, algo bem distante dos 70.000 exemplares do F-Pace no ano passado. O E-Pace tem um potencial de vendas ainda maior.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemJ-Pace eletrificado é a aposta da Jaguar para mercado de luxo

Publicado no Verdesobrerodas



Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário